Aproxima-se um dos dias mais aguardados do ano para os consumidores. A Black Friday é já no dia 27 de novembro e, à semelhança dos outros anos, marca o início oficial das compras natalícias – com os descontos mais loucos do ano.

Embora relativamente recente, este dia tem vindo a ganhar fãs em Portugal: são cada vez mais as pessoas que não resistem aos grandes descontos deste dia. Contudo, devido ao elevado consumo e desperdício provocados pelas compras, o planeta sofre se não tivermos cuidado.

Black Friday 2020: vende antigo para comprar novo

O impacto ambiental da Black Friday

É difícil de estimar o impacto total deste dia no ambiente. O elevado volume de compras gera um maior consumo de recursos energéticos e materiais, o que leva a mais poluição. 

  • Poluição do ar: devido à emissão de gases durante a produção e o transporte;
  • Contaminação da água: devido às descargas de resíduos tóxicos em rios, prejudicando o ecossistema;
  • Devastação de florestas: devido à utilização da madeira como matéria-prima;
  • Aquecimento global: devido ao efeito de estufa provocado pela poluição atmosférica;
  • Desequilíbrio do ecossistema: alteração da fauna e da flora devido ao consumo de recursos naturais dos habitats (como a desflorestação).

Alguma vez pensaste no impacto dos artigos têxteis e tecnológicos que vão para o lixo? E das embalagens que usaste nessa sexta-feira? 

Estas são as indústrias mais críticas em termos de impacto ambiental.

É oficial: já esgotámos os recursos naturais da Terra para 2020

Indústria do plástico: sacos e embalagens

Para além de se tratar de uma indústria muito poluente, é um material que demora anos a ser degradado nos aterros. Sabias que parte do plástico é produzido através do petróleo? Mesmo que seja numa pequena percentagem, se contares com todo o seu processo de refinamento, as consequências para o ambiente são muito negativas.

Então e a reciclagem?  Podes e deves reciclar o plástico. Contudo, também este processo envolve um elevado consumo de energia e recursos do planeta. Portanto, a primeira medida a tomar passa pela redução do seu consumo.

7 dicas para dizeres não ao plástico de utilização única

Indústria têxtil: vestuário

A indústria têxtil é uma das mais poluentes do mundo (e uma das que mais vende no Black Friday). Não só tem uma pegada de carbono muito grande, como também consome recursos naturais – especialmente água. Como se não bastasse, à semelhança de outras, esta indústria contribui para a poluição química, com micro plásticos a poluir rios e oceanos. 

Segundo estudos realizados pela Greenpeace – uma organização mundial que tem como objetivo sensibilizar para a preservação do ambiente – o consumo de roupa por pessoa tem vindo a aumentar, enquanto que o tempo de uso continua a diminuir. 

A conclusão que se tira é a de que, quanto menor for o tempo de vida de uma peça, maior será a sua “pegada” ambiental.

Indústria eletrónica: tecnologia

Outro grande contribuidor para o impacto ambiental é a indústria da eletrónica. Para além da pegada e da poluição ao longo de toda a cadeia de produção e de distribuição, os equipamentos eletrónicos são difíceis de reciclar.  

São milhares os consumidores que aproveitam a Black Friday para comprar aparelhos tecnológicos para si e para as prendas de natal. Desde portáteis a tablets, de gadgets a smartphones, a lista é extensa.

Mas será que os equipamentos substituídos têm necessariamente de ir para o lixo? Se funcionarem, não. E se não funcionarem, possivelmente também não. Nesse caso, porque não os vendes?

5 dicas para venderes rapidamente a tua consola usada no OLX

5 dicas para um consumo sustentável

1# Não compres o que não precisas

Pode parecer óbvio, mas este é um dos melhores conselhos que temos para te dar. Deves ir às compras consciente daquilo que realmente te faz falta ou que gostavas de ter. Por muito barato que um produto possa ser, se não o vais usar vai sair-te caro, a ti e ao ambiente.

2# Vai às compras acompanhado

Leva a tua cara metade ou outra pessoa contigo. Desta forma podem “dividir as promoções”. Referimo-nos às famosas “leve 2, pague 1” ou “leve 1 a 30% e 2 a 50%”. Desta forma, poderás aproveitar o desconto, sem te sentires tentado a comprar mais uma ou duas peças.

Caso faças compras online, poderás ainda beneficiar da isenção de custos de entrega ao fazeres uma encomenda maior.

3# Informa-te acerca do produto e da empresa – escolhe ecofriendly

Procura conhecer a proveniência dos produtos e serviços da empresa a que vais comprar. Por muito chamativo que seja o preço, informa-te da sua qualidade e das políticas e valores da empresa. Felizmente, são cada vez mais as marcas “amigas do ambiente”. Ao comprares produtos ecofriendly contribuis para um consumo mais sustentável.

Rotina de beleza eco-friendly em 8 passos

4# Evita embalagens desnecessárias

Leva uma mochila ou um saco de pano e rejeita as embalagens descartáveis. Quanto mais resíduos produzires, mais prejudicas o ambiente. Se necessitares de um saco, aproveita e reutiliza-o antes de o descartares – na reciclagem claro!

5# Dá uma longa vida aos teus artigos novos

Tal como referimos anteriormente, quanto maior for o tempo de vida de um produto, menor a sua pegada ambiental. Define um limite de tempo mínimo para a peça que acabaste de comprar. Ao dares uma longa vida contribuis para um consumo sustentável. 

Se, por algum motivo, aquele artigo já não te serve mesmo, não o deites fora. Vende-o e prolonga a sua vida, mas com um novo dono. Esta dica aplica-se tanto às coisas que pretendes comprar, como também àquelas que vão ser substituídas por novas.

Para além das muitas vantagens de o fazeres, ainda podes juntar uns trocos. O processo de venda é simples.

No próximo mês inicia-se uma das épocas de maior consumo do ano. Com a Black Friday, o ponta pé de partida não podia ser melhor. Contudo, são várias as consequências ambientais decorrentes das compras descontroladas. De forma a diminuir a pegada, segue as dicas do OLX e pratica um consumo sustentável!


Próximas leituras:

Tudo o que precisas de saber para vender antiguidades
Vender antiguidades é uma excelente forma de conseguir algum rendimento adicional e …
Casa inteligente: 9 dispositivos para poupar energia
Conheces as casas inteligentes? Descobre os 9 dispositivos essenciais para tornar a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *