Num evento de lançamento reformatado a pensar na atual crise de Covid, a Apple anunciou no passado dia 13 de outubro os sucessores do iPhone 11. São 4 novos modelos: iPhone 12 e o iPhone 12 mini com um preço mais “acessível” e o iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max mais caros e com funcionalidades avançadas.

Todos os modelos ficam disponíveis para reserva a partir 6 de novembro e entrega uma semana depois, a partir de 13 de novembro. A versão mais barata começa nos 829€ e, por isso, temos algumas dicas para te ajudar a comprar o novo iPhone sem arruinar a carteira.

As novidades da Apple para o próximo ano

Começamos pelo design que sofreu alterações importantes. Com uma nova caixilharia em alumínio, o iPhone ficou mais fino, mais pequeno e 16% mais leve do que o seu antecessor. O iPhone 12 Mini, com 5,4 polegadas é mesmo o mais pequeno que a Apple lança desde o iPhone SE de 2016, ideal para quem prefere um iPhone que pode ser usado apenas com uma mão.

Todos os modelos do iPhone deste ano apresentam ecrãs Super Retina XDR OLED, mas existem diferenças na resolução do ecrã: o iPhone 12 mini tem uma resolução de 2430 x 1080 e o iPhone 12 de 6,1 polegadas tem uma resolução de 2532 x 1170.

Outra das novidades foi o anúncio de uma nova proteção frontal para resistência a quedas 4x maior: o iPhone vem agora com uma cobertura Ceramic Shield que substitui o vidro que tinha sido utilizado até agora. A parte traseira continua a ser feita de vidro, mas agora com uma caixa de alumínio de elevada proteção, disponível em várias cores.

A ligação 5G é outra das grandes alterações. Todos os modelos vêm já preparados com esta possibilidade para downloads e uploads mais rápidos, streaming de vídeo de melhor qualidade, jogos aprimorados e chamadas FaceTime de 1080p de alta definição. No entanto, apenas os iPhone 12 vendidos nos Estados Unidos são compatíveis com mmWave 5G, que é a tecnologia 5G mais rápida disponível.

Os modelos do iPhone 12 vendidos noutros países (Portugal incluído) estão limitados à conectividade 5G Sub-6GHz, um pouco mais lenta mas também mais amplamente difundida.

O processador também sofreu um upgrade significativo. O novo CPU de 6 núcleos e a GPU de 4 núcleos são 50% mais rápidos do que os seus concorrentes atualmente disponíveis no mercado.

Um dos anúncios mais aguardados estava relacionado com a câmara que iria equipar os novos modelos e a Apple não desiludiu. O novo iPhone vem com uma câmara Ultra Wide f / 2.4 com uma nova abertura f / 1.6 que permite a entrada de 27% mais luz. Mas é nas versões Pro que se sente a diferença: com o iPhone 12 Pro e Pro Max é possível captar vídeo com qualidade de cinema (4K até 60fps), editar e partilhar diretamente no iPhone. Estes modelos trazem estabilização de vídeo avançada, timelapse em modo noturno e câmara de 12 MP para selfies.

Quando se fala de bateria, nenhum dos modelos te vai deixar ficar mal: o iPhone 12 oferece até 17 horas de reprodução de vídeo, 11 horas de reprodução de streaming de vídeo ou 65 horas de reprodução de áudio. O iPhone 12 mini dispões de 15 horas de reprodução de vídeo, 10 horas de reprodução de streaming de vídeo ou 50 horas de reprodução de áudio. Todos oferecem carregamento rápido: 50% de carga em 30 minutos.

Uma última novidade que talvez te surpreenda: a Apple eliminou o adaptador de alimentação e os EarPods e estes acessórios agora devem ser adquiridos separadamente.

9 acessórios para telemóveis que vão fazer a diferença no teu quotidiano

Datas e preços dos novos iPhones 12

Se optares pela configuração standard, os preços de cada modelo na loja online da Apple é o seguinte:

  • iPhone 12 Mini – a partir de 829€;
  • iPhone 12 – a partir de 929€;
  • iPhone 12 Pro – a partir de 1179€;
  • iPhone Pro Max – 1279€. 

Nas operadoras o preço é sempre ligeiramente inferior, a troco de uma fidelização de 24 meses.

Todos os modelos estão disponíveis para reserva partir 6 de novembro e entrega uma semana depois, a partir de 13 de novembro.

Compra o novo iPhone 12 sem arruinar a carteira

O novo design e funcionalidades do iPhone 12 podem ser tentadores, mas os preços elevados exigem alguma cautela. Se é mesmo o iPhone que queres, há uma forma simples de tornar a compra possível: já pensaste em vender alguma coisa que não uses no OLX?

De certeza que, se procurares, encontras rapidamente em casa muita coisa que já não usas – roupa, tecnologia, eletrodomésticos, brinquedos, livros, mobília. O teu smartphone antigo, mesmo que tenha alguns anos? Para ti pode já não ter nenhum valor, mas há muita gente que adorava poder dar-lhe novo uso, nem que seja para peças. Tens em casa roupa que já não te serve ou que não vai com o teu look? Vende.

Pelas nossas contas, numa questão de dias consegues encontrar e vender entre 300€ e 600€ de coisas que já não usas em casa. É quanto vale aquilo que está por aí esquecido em casa.

Toma a iniciativa, cria anúncios apelativos e começa a vender hoje, sem sair de casa. E ainda vais a tempo de reservar o teu iPhone 12 para seres dos primeiros a recebê-lo!


Próximas leituras:

Esquentador ou cilindro: qual escolher?
Descobre como escolher entre um esquentador ou cilindro. Estes são os principais …
Decoração de outono: 15 ideias para receber a nova estação
Aproveita a mudança de estação para dar um novo ar à tua …

2 comentários a “iPhone 12: o tão esperado smartphone da Apple finalmente chegou”

  1. Loyd Sebastião diz:

    👌🏽👌🏽👌🏽👌🏽👌🏽👌🏽👌🏽

  2. Mario caro diz:

    Como é pago ? Mensalidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *