Vender antiguidades é uma das formas mais simples de ganhar algum dinheiro extra. Loiça, mobília, equipamentos, obras de arte, elementos decorativos, máquinas antigas. Todos temos peças destas em casa, sem utilização. Algumas podem valer verdadeiras fortunas. Os exemplos são muitos e variados.

Em 2016, foi batido o record por uma moeda colecionável: $1.99 milhões, emitida em 1894. Nesse mesmo ano, atingia-se o valor mais alto de sempre pago por um selo (sim, aqueles dos correios): $1.6 milhões. Tudo isto apenas dois anos depois de em 2014 se ter vendido o relógio de bolso mais caro de sempre: $16 milhões.

Estes números são astronómicos e a lista de records não para de crescer. Segue estes passos para vender antiguidades.

Vende e compra antiguidades no OLX

1# Distingue “antiguidade”, “vintage” e “retro”

Antes de começar a vender antiguidades, é importante definir exatamente o período de origem da peça. Esta definição vai determinar a terminologia que se deve usar e, claro, o preço a pedir.

O termo “antiguidades”, quando aplicado à letra, só se deve utilizar para peças com mais de 100 anos. Já a palavra “vintage” é apropriada para artigos com origem entre 1960 e 1979. “Retro”, um termo também muito utilizado como sinónimo dos anteriores, refere-se apenas aos anos entre 1950-1960.

Pode parecer um pormenor, mas para vendedores sérios e compradores exigentes, estas diferenças são essenciais.

Móveis vintage: do velho se faz novo

2# Testa o mercado

O valor da antiguidade vai depender da procura em cada altura. Vasos, tapetes e carpetes, objetos em metal, bonecas e brinquedos, relógios, joias e obras de arte são as categorias com maior procura neste momento.

Mas, para além destes bestsellers, existem outras que também te podem render uma pequena fortuna. Moedas antigas, roupas vintage, rádios e leitores de vinis, memorabilia de música ou cinema, instrumentos musicais, câmaras fotográficas analógicas e mobiliário, são excelentes candidatos à venda.

Alguns exemplos podem ser surpreendentes, como as cartas Pokémon. Lançadas nos anos 90, foram um sucesso instantâneo. Hoje, quase 30 anos depois, a primeira edição das cartas Pokémon continua a ter muito procura e alguns dos mais raros podem valer mais de 5.000€. Por carta.

O mesmo se passa com os colecionáveis Star Wars, muito procurados. Como referência, um boneco Darth Vader de primeira edição, de 1977, vale hoje cerca de 5.000€. Um Boba Fett, selado, de 1979, ronda os 1.500€.

E como não referir a Lego? Um bom exemplo foi o valor astronómico de venda de uma primeira edição Millenium Falcon selada: 15.000€. Novo, o mesmo kit valia cerca de 500€.

Roupa vintage: descomplica a moda no OLX

3# Avalia a raridade

Se a peça em causa é muito rara ou faz parte de uma edição limitada, o valor será mais elevado.

Entre os jogos de consola, por exemplo, o Resident Evil 7 Bio Hazard Collector’s Edition, para a PS4, é um bom exemplo. Se ainda o tiveres por casa, pode render até 950€.

Porquê? Porque se trata de uma edição de colecionador, com material exclusivo, comentários dos produtores e até alguns momentos de jogo únicos. Estes extras fazem as delícias dos fãs.

Jogos de consola antigos que valem uma fortuna

4# Investiga a proveniência

Os produtos autênticos ou históricos têm mais valor. E não é preciso recuar muito no tempo para encontrar alguns exemplos.

Lançado em 1996, o Nokia 8110 foi único na sua época por causa do formato “deslizante”, a tampa que deslizava para expor o teclado. Mas o que realmente fez aumentar o valor deste telemóvel foi aparecer no filme de ação de 1999, The Matrix. Se tiveres este modelo, parte da história do cinema, podes facilmente conseguir até 500€ por ele, se nunca tiver sido aberto.

Explora a lista dos telemóveis antigos mais valiosos

5# Confere o estado de uso

Se o produto estiver em boas condições pode valer (muito) mais. Este mesmo telemóvel, o Nokia 8110, um clássico do cinema, vale menos de metade aberto. Dependendo do estado de uso, pode mesmo baixar para cerca de 100€. Ainda assim, nada mau para uma antiguidade que estava pela casa sem render dinheiro, mas muito abaixo dos 500€ que vale novo.

Para valorizar a antiguidade aos olhos de quem compra, pode compensar investir num restauro. Pode ser algo simples, como uma limpeza, ou mais complexo como renovar móveis antigos. Para te ajudar, criámos recentemente um guia detalhado com o passo-a-passo destas operações mais delicadas.

6# Verifica o preço no OLX

Antes de decidir um valor, verifica o preço em produtos comparáveis no OLX. Por “produtos comparáveis”, leia-se artigos com a mesma idade, estado de conservação, marca, proveniência, estado e procura que o teu. Compara e decide um preço.

7# Fotografias

A fotografia é essencial para vender antiguidades. Ao fotografar, segues estas dicas:

  • Troca a câmara do smartphone por uma câmara profissional para que se percebam melhor os detalhes. Se não tiveres uma, pede emprestada.
  • Escolhe a melhor foto para a capa do anúncio no OLX – algo que se distinga e que marque a diferença.
  • Escolhe uma hora para fotografar em que o teu “estúdio” tenha luz natural.
  • Tira fotos de vários ângulos e de detalhes da peça.

Se estiveres à vontade com programas de edição, podes fazer algumas correções digitais – melhorar a iluminação, recortar a imagem, e outras pequenas melhorias.

Evita filtros que alteram as cores ou sobreposições que possam confundir os clientes. Se as imagens não corresponderem exatamente ao que estás a vender, é muito provável que a compra seja devolvida.

Banner com mensagem e botão: desempata no OLX.

Vender antiguidades e itens colecionáveis é dar aos outros a oportunidade de conhecer a sua história e origem. É permitir que outras pessoas continuem o seu legado.

É também essa a razão pela qual as antiguidades têm valores mais altos do que os produtos novos. À medida que o tempo passa, as antiguidades ganham cada vez mais valor porque se tornam um símbolo de mudança e uma testemunha da evolução.

Para vender antiguidades, o OLX é o melhor local.


Próximas leituras:

Guia para escolher um forno elétrico
Descobre tudo o precisas de saber acerca dos fornos elétricos e acerta …
Como escolher o sofá? Um guia prático
Procuras o teu primeiro sofá ou está na hora de trocar o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *