A 1 de julho comemora-se o Dia da Madeira. Celebra-se a autonomia que Portugal concedeu à Região Autónoma da Madeira, na Constituição Portuguesa de 1976.

Para os festejos deste feriado são lançados foguetes e girândolas de fogo, ocorre uma cerimónia na Assembleia Legislativa Regional e são distribuídas flores na Estátua da Autonomia. Há um pouco de festa por todos os municípios da Região.

Se por um lado existem aqueles sítios obrigatórios para quem quer conhecer a Madeira, por outros, existem os menos explorados, ainda resguardados do turismo em massa, quase que intocados pelo Homem.

Locais obrigatórios para quem visita a Madeira

1. Funchal

Funchal, Madeira, Portugal.

Seja no Dia da Madeira ou em qualquer outra altura, a passagem pela capital é obrigatória. Do Funchal podes experimentar o teleférico do Monte e os carreiros de cesto. Podes fazer uma visita ao mercado de lavradores e visitar a zona histórica em torno da rua Santa Maria, bem como, os jardins.

Aproveita as celebrações do feriado para visitar as Adegas, o Museu da Família e ainda provar o vinho da Madeira. O evento é gratuito e detém o selo Clean & Safe, do Turismo de Portugal.

A partir do Funchal tens carta verde para conheceres a pérola do Atlântico.

2. Ilhas Desertas

Podes tirar o Dia da Madeira para comprar bilhete num cruzeiro de catamarã e rumares às Ilhas Desertas, uma reserva natural da Madeira.

Nas Ilhas Desertas podes encantar-se com as formações vulcânicas, aprender e perceber um pouco sobre os esforços de conservação da foca-monge, assim como podes aproveitar para nadas nas águas cristalinas.

Prepara-te com o calçado confortável, um casaco corta-vento, toalha, sem esquecer do protetor solar e de uma muda de roupa, para o caso de haver imprevistos!

À procura de casas de férias na Madeira?

3. Rota Fajãs – Vila de Paúl do Mar

Outra sugestão que te damos para celebrares o Dia da Madeira é que explores a costa sudoeste da ilha. A partir do Funchal, podes sair de barco num passeio emocionante ao longo da costa sudoeste até Ponta do Pargo.

Durante o percurso poderás observar as áreas costeiras, os vales profundos incorporados entre os picos mais altos e as falésias, adornadas com flora costeira indígena.

Este passeio permite ainda observares muitas pistas virgens, intocadas pelo Homem, com fenómenos vulcânicos de várias cores e formatos. Se possível, leva o equipamento e faz snorkeling, experimenta paddle ou até remar num caiaque. Relembramos-te da importância de um blusão e do protetor solar. Do fato de banho temos a certeza de que não te esquecerás!

4. Curral das Freiras

Curral das Freitas, Madeira, Portugal.

Tem pouco mais de 2 mil habitantes. Esta pequena povoação localiza-se no coração das montanhas. Antigamente era apenas acessível por uma estrada vertiginosa, mas hoje já é possível transpor por um túnel.

Do topo é possível contemplar paisagens extraordinárias, num dos mais belos miradouros da ilha. Se tens uma câmara fotográfica ou uma lente nova, este é o dia ideal para as testares. Aproveita e leva um tripé. Vais captar verdadeiros fenómenos da natureza!

5. Porto Moniz

Porto Moniz, Madeira, Portugal.

De Porto Moniz podemos dizer que cresceu à volta da ponta da ilha, ao noroeste, onde podes encontrar as famosas piscinas naturais, encurraladas nas rochas vulcânicas. Mas Porto Moniz é muito mais.

Pela Praia do Seixal ou pela Serra Chão da Ribeira podes observar o famoso Véu da Noiva, que constitui a foz suspensa da ribeira de João Delgado e resultou de um recuo da costa. Calça as botas de montanha e reserva o Dia da Madeira para visitar este local de interesse geológico.

O Calhau das Achadas da Cruz também pertence à vila de Porto Moniz e refere-se a um caminho outrora utilizado por agricultores locais. Fica lançado o desafio de descer a pé.

Aqui podes ainda experimentar o teleférico das Achadas da Cruz e deslumbrar-te com a imponência da encosta e a água cristalina. O sítio é de interesse comunitário, classificado pela Rede Natura 2000.

Não abandones Porto Moniz sem uma visita a Fanal, um dos lugares mais emblemáticos da vila, que dizem ter servido de inspiração para as filmagens do filme Senhor dos Anéis. O local exato remete para a floresta Laurissilva, com características subtropicais e um total de 15 mil hectares, representando 20% do total da ilha.

A floresta ainda abriga um pequeno percurso de pouco mais de 10 km, a Vereda do Fanal, que atravessa parte da Laurissilva no Parque Natural de Madeira. Foi considerada, em 1999, Património Mundial Natural, pela UNESCO.

6. Grutas e Centro de vulcanismo de São Vicente

“Imensas”, “maravilhosas” e “naturais” costumam servir para definir as grutas de São Vicente. No ano de 2017 recebeu 152157 visitantes e conta com 21 anos de existência.

É um excelente local para comemorares o Dia da Madeira. Em visitas de 30 minutos, vais passar por percursos misteriosos, com música e iluminação estratégicas. Há a presença de pequenos lagos entre câmaras e três galerias.

As grutas foram inauguradas em 1996 e estendem-se por 700 metros. Na ligação das grutas com o Centro de Vulcanismo podes ainda deslumbrar-te com um espelho de água. Visitar as grutas é fazer uma autêntica viagem ao interior da terra. Aproveita!

7. Pico Ruivo

Pico Ruivo, Madeira, Portugal.

É o ponto mais alto da ilha, com 1861 metros de altitude. Podes lá chegar a partir de Santana, com uma caminhada de 1h30, ida e volta até ao pico. É a terceira montanha mais alta de Portugal.

O Pico Ruivo é um dos ícones da ilha e oferece espetáculos paisagísticos inesquecíveis e arrepiantes. Do alto vais observar a irreverente e majestosa da ilha da Madeira.

Com o equipamento necessário poderás avistar aves, como é o caso da Freira da Madeira, do Tentilhão da Madeira, do Bis Bis, do Melro Preto, da Perdiz Comum e do Pintarroxo Comum.

Basta preparares as câmaras fotográficas, a Go Pro e os binóculos e tens um programa impecável à tua espera, para celebrares o Dia da Madeira.

Faz uma paragem nas anotações e passa pelo site do OLX para te equipares para um dia cheio de aventura, história e descobrimento!


Próximas leituras:

5 dicas para acabar com a humidade em casa
O inverno traz consigo o frio e a humidade. Se também sofres …
Dá uma segunda vida às rolhas de cortiças que tens em casa
Pronto para um novo projeto DIY? Mostramos-te 10 formas criativas para reaproveitares …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *