A marca pessoal é cada vez mais importante para te conseguires destacar no meio de tantos outros profissionais. O LinkedIn, por exemplo, é um meio de divulgação do teu trabalho. Então, porque não aproveitar o tempo em casa para o atualizar e enriquecer? Nós ajudamos-te!

Já ouviste falar em personal branding?

O personal branding diz respeito à gestão da tua marca pessoal, de forma a posicionares-te no mercado como um profissional que tem valor para oferecer a uma empresa, a um projeto ou para ocupar um determinado cargo. De uma forma geral, é uma forma de trabalhares a tua imagem e de mostrares os teus pontos-fortes enquanto pessoa e profissional. É a forma que pretendes ser reconhecido numa determinada área ou setor de atividade.

Podemos dizer que a marca pessoal funciona como um pacote que reúne as tuas competências e experiência, que queres promover durante a procura de emprego ou apenas para manteres o teu currículo e perfil profissional atualizado. Não sabes quando pode surgir uma nova oportunidade! Por isso, anota como podes chamar a atenção de um empregador e seres bem-sucedido.

7 dicas para desenvolveres a tua marca pessoal

1# Sê autêntico

Cria a tua marca pessoal mantendo-te fiel à tua essência. É importante que sigas o teu perfil para não criares uma personagem falsa – o mercado consegue perceber se és ou não autêntico. O autoconhecimento é importante: entende quem és, quais as tuas habilidades, pontos fortes e valores.

2# Esclarece os teus objetivos

Que objetivos profissionais queres alcançar? Porque queres trabalhar a tua marca pessoal? Se o teu objetivo é alcançar um cargo importante em determinada área do mercado de trabalho, é essencial que saibas quais as características que esse perfil tem de ter e trabalhar a partir daí.

3# Estuda o teu mercado

Cada marca tem um target específico e é necessário que o compreendas. Trabalhas como freelancer? Então, o teu público-alvo podem ser agências ou empresas que procurem este tipo de profissionais. Pesquisa o mercado, vê os seus websites, redes sociais e analisa outros profissionais que são uma referência na tua área – o que é que eles fazem bem e o que é que tu consegues fazer melhor?

Imagem: Unsplash

4# Torna-te atrativo

Tens de mostrar o que te torna especial e o que faz de ti uma mais-valia. Deves promover o que é atrativo e procurado por uma empresa. Podes combinar várias competências ou realçar uma formação específica que tenhas realizado.

5# Destaca-te

Encontras muitas pessoas a oferecer o mesmo que tu. Algumas delas com currículos irrepreensíveis. Por isso, deves deixar transparecer a tua personalidade e as tuas soft skills. Compõe a tua marca pessoal com os teus interesses, as tuas paixões e competências pessoais. Mostra-te versátil e interessante, tanto em contexto profissional como pessoal.

6# Causa uma boa impressão

O cuidado com a impressão que vais deixar nos outros não deve ser descurado. Tem atenção nas fotos que partilhas na tua rede ou nos comentários que fazes. Poderás ser julgado pelas escolhas das tuas palavras, pela tua atividade nas redes sociais, entre outros.

7# Usa a Internet a teu favor

As tuas publicações nas redes sociais contribuem para a construção da tua marca pessoal, assim como as pessoas que adicionas à tua rede de contactos. Por isso, deves procurar atrair profissionais da tua área, recrutadores, talent managers.

Se tiveres um portfólio, será interessante mostrá-lo para dar suporte ao teu currículo. Poderás até investir na criação de um site pessoal, no qual podes partilhá-lo, junto com a tua biografia e outros conteúdos.

Não te esqueças do LinkedIn, que é uma plataforma excelente para fazer networking e trocar conhecimentos. O LinkedIn é importante porque te permite conectar e interagir com pessoas das áreas em que tens interesse. Constrói um network verdadeiro e significativo, que permita um maior engajamento do teu perfil.


Próximas leituras:

5 dicas para acabar com a humidade em casa
O inverno traz consigo o frio e a humidade. Se também sofres …
Dá uma segunda vida às rolhas de cortiças que tens em casa
Pronto para um novo projeto DIY? Mostramos-te 10 formas criativas para reaproveitares …