Na senda por uma mobilidade mais amiga do ambiente, a indústria automóvel tem vindo a investir na eletrificação do automóvel, quer com o desenvolvimento dos carros elétricos a bateria (BEV),  com os híbridos (HEV) e com os híbridos plug-in (PHEV).

Por isso, se o teu desejo passa por diminuíres a tua pegada ambiental, mas precisas de um veículo para te movimentares, uma possibilidade pode passar por escolheres uma destas opções. A questão é: qual?

Para obteres a tua resposta, certifica-te antes de mais que sabes o que distingue cada alternativa elétrica. Depois, tenta perceber qual se adequará mais às tuas necessidades: quilómetros percorridos por dia, número de viagens longas por ano, acesso fácil à rede, etc.

Segue-nos nesta viagem pelo mundo da eletrificação e fica a conhecer um pouco mais de cada solução.

Qual a diferença entre carros elétricos, híbridos e híbridos plug-in?

Carros 100% elétricos (BEV)

Os carros elétricos são os campeões das emissões, com um redondo zero. Pelo menos ao nível do funcionamento. Claro que haverá quem lembre que na sua construção são emitidos gases, assim como, em certos casos, na produção da eletricidade que lhe dá vida. Mas isso também acontece com os automóveis movidos a energias fósseis. Por isso, não desanimes ainda!

O BEV (battery electric vehicle) é composto por um engenho elétrico simples, alimentado por uma bateria, que pode ser de hidretos de níquel ou, cada vez mais vezes, de lítio. Pela sua simplicidade, este esquema pressupõe muito menos componentes do que um carro a gasolina ou a gasóleo. Resultado: a manutenção é mais barata e há menos coisas passíveis de avariar.

Queres um carro elétrico?

Depois, há o desempenho que, estamos certos, vais gostar: ao ter toda a potência e binário disponíveis desde a rotação zero, os carros elétricos são rápidos no arranque, e é muito possível que deixes a comer pó outros carros ultrapotentes – pelo menos nos primeiros metros. É que a seguir, a velocidade máxima nunca será muito atrativa, sendo, no entanto, mais do que suficiente para seguires por uma autoestrada, ainda que o ambiente em que um 100% elétrico se sentirá mais confortável será sempre a cidade, até pela autonomia oferecida.

Claro que atualmente já encontras automóveis elétricos com autonomias muito interessantes. Mas, assim que entras na autoestrada e começas a acelerar, verás o nível da bateria a escoar muito rapidamente. Ou seja, o valor anunciado de autonomia será muito mais fácil de cumprir se te mantiveres pelas localidades e pelas estradas secundárias, onde rolarás a velocidades mais contidas.

Vais comprar um carro elétrico usado mas não sabes como escolher?

Guia para comprar um carro elétrico usado

Além de perceberes por onde vais conduzir, analisa se ao longo do teu percurso, mas também na partida e no destino, terás facilidade em carregar o carro.

Por fim, deverás equacionar se o investimento compensa. É que, apesar do preço dos carros elétricos ainda ser pesado, estão cada vez mais em linha com os seus pares a gasóleo. Além do mais, antes de decidires, tenta perceber se tens direito ao incentivo à compra ou se, por teres empresa aberta, consegues usufruir dos benefícios fiscais previstos, como o abatimento do IVA.

Carros híbridos plug-in (PHEV)

Os carros híbridos plug-in têm um motor e uma bateria para conseguirem realizar uma determinada distância, mas não correm o risco de ficar pelo caminho por falta de energia elétrica e por não se encontrar uma tomada onde o ligar.

Assim, os carros híbridos Plug-in (de ligar à corrente) poder-te-ão oferecer o melhor de dois mundos, sobretudo se não fizeres mais de 50 quilómetros por dia, a média de autonomia oferecida por este tipo de veículo. Dessa forma, poderás circular todos os dias em modo elétrico e, chegada a altura de viagens mais longas, não terás de te coibir de abraçar a empreitada. É que, finda a autonomia elétrica, entra em ação o depósito de combustível fóssil (de gasolina ou de gasóleo, ainda que a primeira seja mais comum), sem que tenhas sequer de pensar no assunto.

Bom… não será bem assim: a grande parte dos elétricos plug-in surge com elevada potência e binário, por isso, quando se finda a eletricidade é muito comum ver os consumos disparar. Algo que não será dramático se acontecer de vez em quando, mas que poderá ser muito pesado na tua carteira se for uma ocorrência diária. Daí que se diga que estes automóveis exigem disciplina e uma tomada à mão, quer no trabalho, quer em casa.

Procuras um carro híbrido?

Mas voltemos às credenciais apresentadas porque um carro híbrido pode ser a resposta para quem deseja um carro potente, beneficiando de menos emissões e pagando assim menos impostos, já que o cálculo do IUC por exemplo tem em conta os gramas de CO2. Além disso, para os automóveis com autonomia elétrica superior a 50 quilómetros há outros benefícios fiscais que poderás ter em conta.

Carros híbridos puros (HEV)

Talvez seja mais interessante numa conversa de café dizer que se tem um carro elétrico em vez de um carro híbrido. Mas, o carro que não te tornará mais popular poderá bem ser o teu melhor aliado, já que oferece uma solução assente num bom compromisso entre poupança e mobilidade.

Ou seja, o carro híbrido apoia-se no motor elétrico para reduzir consumos e emissões, sem que revele capacidade para circular em modo exclusivamente elétrico. Aliás, talvez uns quantos metros, mas nem vale a pena contabilizá-los de tão poucos que são.

No entanto, sempre que tiveres de abastecer, verás facilmente que o sistema híbrido tem uma grande vantagem: ao reduzir consumos permite-te viajar mais quilómetros com um só depósito de combustível fóssil.

Além disso, com um híbrido nem te darás ao trabalho de pensar sobre o carro no dia a dia, já que a gestão da energia pode ser feita sem qualquer intervenção tua. Ou seja, terás uma nova atitude perante o ambiente sem teres de mudar os teus hábitos nem um milímetro.

Queres trocar o teu carro por um carro elétrico ou híbrido? Põe-no já à venda no OLX!

Desempata no OLX

Próximas leituras:

Pneus recauchutados: bom ou mau negócio?
Está na altura de trocares os “sapatos” do teu carro e ponderas …
5 dicas para vender uma moto em segurança no OLX
Vais vender uma moto no OLX? Segue as nossas regras de segurança …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *