Em alguns casos, por muito que te esforces para tornar a tua casa mais sustentável, a própria habitação já não colabora mais. Seja porque a canalização é demasiado antiga, porque não consegues instalar painéis solares ou até mesmo porque a eficiência energética da casa é tão reduzida.

Se este é o teu caso, damos-te a conhecer as casas auto sustentáveis, também conhecidas como as “casas do futuro”. Como o nome indica, são eco-friendly, eficientes e fazem frente aos principais desafios que o Planeta enfrenta.

Casas auto sustentáveis: o que são e como funcionam?

As casas auto sustentáveis são habitações construídas e habitadas com zero (ou quase zero) impactos ambientais.

Estas casas têm como objetivo principal aproveitar e otimizar ao máximo os recursos naturais, nomeadamente do Sol e da terra, desde o momento em que são construídas. O grande foco está, então, na poupança: tanto de energia e água, como do orçamento familiar.

Estas casas têm por base a arquitetura ecológica, ou sustentável, e pressupõem a:

  • Implementação de tecnologias limpas;
  • Redução dos impactos ambientais;
  • Otimização dos recursos naturais do Planeta;
  • Redução do desperdício de energia e de água;
  • Melhoria da gestão da habitação;
  • Contribuição positiva para a saúde dos moradores.

Quais são os requisitos das casas auto sustentáveis?

As casas auto sustentáveis devem cumprir vários requisitos técnicos para serem consideradas como tal. Na verdade, existem até certificações de projetos que garantem essa sustentabilidade.

Estas exigências estão relacionadas essencialmente com a localização, construção, tamanho, eficiência, produção de alimentos, aquecimento e gestão de resíduos.

1# Localização

A localização das casas auto sustentáveis é um dos fatores que mais pesa nesta equação. Isto porque a habitação deve estar localizada num local favorável ao aproveitamento de água, luz, vento e outras fontes de energia renováveis.

Por exemplo, uma casa com radiação solar voltada para sul tem um alto potencial para a produção de energia fotovoltaica.

Estas casas devem ainda estar situadas em locais cujos terrenos permitam cultivar o maior número de frutas, legumes e outros alimentos.

2# Construção

Quando falamos em construção, falamos principalmente dos materiais com os quais as casas auto sustentáveis foram desenvolvidas. Estas casas pressupõem a utilização de materiais não prejudiciais para o ambiente e a utilização consciente dos recursos naturais.

Se estás a pensar criar este tipo de casa, é importante que optes por materiais recicláveis, renováveis, naturais e de origem local.

Existem inúmeras casas auto sustentáveis feitas de materiais naturais como espiga ou com green roofs (“telhados verdes” ou “tetos verdes”, em português). Há até moradias feitas de contentores empilhados.

3# Tamanho

O tamanho de uma habitação tem uma grande influência no seu consumo energético: uma casa pequena exige muito menos energia do que uma casa maior.

Quanto maior for a habitação, mais energia precisas para a aquecer ou arrefecer. Além disso, uma casa maior, exige mais materiais de construção. Tudo isto acaba por anular o propósito da autossustentabilidade.

As casas mais pequenas são muito mais sustentáveis e fáceis de construir e de gerir.

4# Eficiência

Juntamos a esta equação um dos fatores de maior peso: a eficiência da habitação.

Uma casa auto sustentável tem como objetivo reduzir o consumo de energia, de água e muito mais. E isto é possível, por exemplo, recorrendo à energia solar, hidráulica ou eólica para que a própria casa gere a maior parte (se não a totalidade) da energia ou água que gasta.

A instalação de painéis solares, o reaproveitamento da água das chuvas, o uso de lâmpadas de baixo consumo, a aposta num bom isolamento ou a preferência por eletrodomésticos de classe energética A, estão entre as soluções que fazem de uma habitação uma casa auto sustentável.

5# Produção de alimentos

Um dos requisitos das casas auto sustentáveis é a produção caseira de alimentos. Se queres construir este tipo de casas, deves ter em conta a instalação de uma estufa. Só assim consegues garantir determinados alimentos durante todo o ano, faça chuva ou faça sol.

Adiciona ainda ao plano de construção da tua nova casa, um pequeno jardim e um pomar.

Se o teu estilo de vida inclui a ingestão de alimentos de origem animal, como ovos, leite, carne, entre outros, deves considerar ter também um galinheiro, por exemplo.

6# Aquecimento

As casas auto sustentáveis têm de produzir o seu próprio calor para que seja possível aquecer água ou as divisões da habitação, por exemplo. Podes recorrer a um sistema de painéis solares que transforma a energia do sol em eletricidade e, assim, fornecer aquecimento. Ou podes ainda criar uma fonte alternativa de calor, recorrendo a um fogão a lenha tradicional ou a água.

O fogão de água, por exemplo, necessita de pequenas quantidades de lenha para canalizar tanto o calor, como a água quente. Pensavas que tinhas de tomar banho de água gelada? Nada disso.

7# Gestão de resíduos

Esta é a parte mais divertida para os verdadeiros fãs de casas auto sustentáveis e pela sustentabilidade em geral. Isto porque puxa pela criatividade das pessoas.

Ao teres uma habitação 100% sustentável tens de descobrir alternativas eco-friendly para tratar do teu lixo e resíduos. E de arranjar formas de reutilizar restos de comida, de reaproveitar a água do lavatório ou do chuveiro, de dar um fim correto a objetos que já não podem ter uma segunda vida.

Alguns exemplos são a compostagem e os sistemas de reaproveitamento da água da chuva.


Próximas leituras:

As 7 melhores frigideiras antiaderentes
A frigideira antiaderente ajuda a cozinhar com menos esforço e de forma …
Como preparar a casa para o inverno? 9 dicas imperdíveis
As temperaturas baixas estão aí. Descobre como preparar a casa para o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *