Conciliar a vida familiar, com o trabalho ou teletrabalho e a escola dos filhos, pode ser uma tarefa verdadeiramente desafiante. Para continuarmos mentalmente sãos e conseguirmos organizar a rotina familiar e as necessidades dos filhos no processo de aprendizagem, é importante ajudar as crianças e jovens a estudar e a manter a calma e o foco nas tarefas, em tempos de pandemia.

Primeiro que tudo, é importante ajudá-los, a encontrar um método e horário de estudo que funcione e que se adapte à nova realidade e auxiliá-los na organização do trabalho diário. 

Calendários Semanais

A criação de calendários semanais, poderá ser uma estratégia interessante para ajudar a organizar as tarefas, não só as escolares, como organizar o tempo para a brincadeira. Um calendário semanal não tem que ser aborrecido, e deve existir tempo para tudo. Entre aulas e tarefas escolares, o trabalho dos pais e as lidas domésticas, tem de haver tempo de lazer e tempo de descanso, muito importantes para que tudo corra pelo melhor. 

A criação do calendário pode ser uma tarefa divertida para ser feita em família. Na sua impossibilidade, pode-se comprar uns já feitos adaptados à idade da criança/jovem.

Como ajudar o seu filho nas suas tarefas

Sabemos que, é durante a manhã/ início do dia, que as pessoas apresentam um maior rendimento. Logo, a Direção Geral da Saúde (DGS) e a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), apontam para um facto importante: as crianças e jovens devem começar o dia pelas tarefas mais exigentes, e assim estarão mais aptos a desenvolver com sucesso tarefas de maior complexidade.

Também é importante, os pais ou cuidadores, estarem disponíveis para ajudar ou dar feedback no final de cada tarefa realizada pela criança/jovem, tendo sempre um discurso motivacional, elogiando a criança sempre que possível.

È igualmente importante, manter a comunicação com os professores e os diretores de turma, pois são os pais ou cuidadores, a voz que ajuda os professores à distância, a compreenderem como vai o desenvolvimento da aprendizagem do aluno.

A Ordem dos Psicólogos Portugueses destaca que tudo isto é um desafio extremamente exigente, em tempos difíceis para todos, pais, filhos e professores, pelo que o esforço merece o elogio de todos. Pelo que não devemos ter receio, se necessitarmos de uma ajuda complementar para ajudar os nossos filhos, tal como um explicador ou um curso de inglês.

Identificar as disciplinas ou temas em que o nosso filho tem mais dificuldades é importante para conseguirmos dar mais auxílio nessas tarefas/disciplinas. Se achares que precisa de ajuda, podes sempre encontrar um explicador (à distância ou não, com as devidas precauções de segurança) que ajude a criança ou jovem nesse sentido.

Estás a procura de um explicador?

Por fim, não esquecer que é importante reforçar junto da criança/jovem, que este ensino/escola à distância vai passar, que é apenas uma fase, tranquilizando a criança e ouvindo os seus medos e receios. Isto porque, a maioria sente saudades das brincadeiras com os amigos ou da rotina escolar. 

Assim, na existência de contacto com outros pais, é interessante tirar proveito das novas tecnologias e organizar videochamadas em grupo fora do contexto escolar, para que a criança/jovem perceba que pertence na mesma a um grupo, a uma turma, que pode interagir com essas pessoas, e assim há um sentido de identidade porque estão todos a passar pela mesma situação.

Continuas com dúvidas ou precisas de ajuda?


Próximas leituras:

Mi Band 5: conhece o novo modelo da Xiaomi
A Mi Band 5 veio para ficar e traz ainda mais funcionalidades! …
Como escolher uma pulseira fitness e dar um boost aos teus treinos
Estás a pensar investir numa pulseira fitness, mas não sabes qual comprar? …