A bateria de um carro armazena uma grande quantidade de energia e a sua função principal é alimentar o motor de arranque que põe o carro a trabalhar. Para além da carga elétrica que contém, é formada por várias placas de chumbo e óxido de chumbo mergulhadas em ácido sulfúrico, materiais corrosivos e perigosos de manipular e que podem produzir um gás inflamável. Por isso, para a desligar e/ou mudar, há que tomar precauções.

Quando se deve desligar a bateria de um carro

A principal situação ocorre quando a bateria do teu carro está gasta e há que mudá-la. Outra hipótese é o carro estar parado muito tempo. Nesse caso, os diversos componentes eletrónicos (alarme, rádio, relógio digital, painel, etc.) continuam a funcionar e, embora o seu consumo seja diminuto, com o tempo contribuem para a descarga total da bateria, que, mesmo não considerando esse gasto, se vai descarregando se não for alimentada pelo trabalhar do motor.

No entanto, se desligares a bateria, todos esses componentes também se desligam e depois há que proceder à sua reconfiguração. Por isso, o mais aconselhável é, mesmo com o carro parado, não desligar a bateria e pores periodicamente o motor a trabalhar durante 10/15 minutos para recarregar a bateria.

Procuras uma bateria para o teu carro? Pesquisa no OLX

O ideal é mesmo fazeres semanalmente pequenas deslocações de 10 a 20 quilómetros para evitar que todos os componentes do veículo se degradem pela inatividade. Outro conselho: mantém o tanque cheio para evitar a degradação do combustível em contato com o ar. Nota ainda que ele perde qualidades se não o utilizares durante mais de 90 dias. Verifica ainda se os pneus mantêm a pressão correta.

Desligar a bateria

Se, ainda assim, achares necessário desligar a bateria, eis o que deves fazer:

Primeiro, num local arejado, localiza a bateria (pode estar na frente ou na traseira da viatura). Como precaução, usa óculos e luvas e evita o contato com objetos metálicos (as luvas servem para proteger anéis, pulseiras, etc.; os óculos para proteger de eventuais emissões de gases). Depois, com o motor inativo, encontra o terminal negativo no topo da bateria. Este borne está geralmente coberto por uma tampa preta e tem um sinal negativo (-) desenhado perto do terminal.

Retira a tampa e, com uma chave de dimensão adequada, desatarraxa a porca (talvez seja necessário encaixar um extensor na chave para conseguir alcançar a porca), girando a chave no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio (para a esquerda). Puxa o conetor negativo da bateria depois de ter soltado a porca e coloca-o de lado, para evitar que entre em contato com a bateria.

Se, ainda assim, o cabo do conetor ficar preso, talvez seja necessária uma ferramenta adequada para o retirar. Nesse caso, se não a tiveres, compra-a numa loja de artigos para automóveis ou recorre a um mecânico.

Artigo relacionado: 10 coisas que não podem faltar na tua garagem

Com o terminal negativo desligado, a bateria fica inativa (mas, como referido acima, continua a descarregar-se ainda que mais lentamente). Se, passado muito tempo, quando voltares a ligá-la, a bateria não funcionar, podes ativá-la com um carregador de baterias ou ligando-a aos terminais da bateria de outro veículo com um cabo de arranque e pondo o outro carro a trabalhar para fornecer a energia necessária para “ressuscitar” a bateria descarregada.

Retirar e mudar a bateria

Se considerares necessário retirar a bateria da viatura, seja por uma inatividade mais prolongada ou para substituir por nova, eis o que deves fazer:

Desliga o terminal vermelho, seguindo os mesmos passos descritos acima (mas com cuidados acrescidos, devido à carga positiva). Desaparafusa os suportes que fixam a bateria no lugar. Retira-a com cuidado (atenção, ela é pesada e podes necessitar de ajuda para a remover).

Para instalares uma bateria nova, usa uma escova de dentes velha para limpares os cabos e terminais com uma solução de bicarbonato de sódio em água. Deixa secar. A seguir coloca a nova bateria no espaço onde se encontrava a velha e aparafusa firmemente os suportes que a fixam no lugar. Em seguida, liga primeiro o terminal positivo (vermelho) e depois o negativo (preto), apertando bem as porcas. Põe o carro a trabalhar para confirmares que tudo está certo.

Uma última dica: se o veículo vai ficar parado muito tempo, guarda-o num espaço fechado e, além de retirar a bateria, desmonta também os pneus, esvaziando-os para evitares que fiquem deformados (ovalizados).


Próximas leituras:

Como funciona um motor de injeção direta?
Ao introduzir a mistura ar/combustível diretamente dentro dos cilindros, os motores de …
Está na altura de mudares a panela de escape do carro?
Como a maioria das peças para automóveis, a panela de escape pode …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.