A eficiência energética está hoje muito presente no nosso dia a dia. Uma casa eficiente é mais amiga do ambiente, consome pouco e mantém o conforto dos seus habitantes.

A eficiência energética de uma casa faz aumentar o interesse do mercado imobiliário. Quanto mais eficiente, maior o valor que potenciais compradores estão dispostos a pagar.

Por todos estes motivos, hoje é o dia perfeito para melhorar a eficiência da tua casa. Descobre como o fazer.

Conheces o que é a energia verde?

11 dicas para aumentar a eficiência energética de casa

1# Trocar o tipo de lâmpadas

Trocar as lâmpadas incandescentes por outras fluorescentes é uma forma simples de aumentar a eficiência energética. Terás um custo maior no produto, que se vai reverter num menor gasto de luz no final do mês, numa poupança que pode ir até aos 90%.

Para além disso, estas lâmpadas duram mais. Com uma vida útil que pode chegar aos 25 anos, são opção mais amiga do planeta Terra.

2# Instalar painéis solares

Sabias que os painéis solares podem reduzir até 60% no consumo de energia?Ainda que esta opção possa revelar-se num grande esforço financeiro aquando do seu investimento, existem várias opções no mercado que facilitam a sua instalação. Os painéis solares ajudam o ambiente e a tua carteira.

3# Escolher eletrodomésticos de baixo consumo

Numa casa com eficiência energética também se considera a troca dos equipamentos antigos por outros novos, mais eficientes. A leitura da etiqueta energética é fundamental para escolher os eletrodomésticos que podem trazer poupanças significativas, na fatura da eletricidade.

Os eletrodomésticos da classe A são os mais eficientes. Deves estar atento a uma nova etiqueta energética, obrigatória a partir de 1 de março de 2021, que se estende aos televisores, frigoríficos, arcas congeladoras, máquinas de lavar a louça, a roupa, e de lavar e secar a roupa.

Nesta nova etiqueta, a classe A agrupa agora as escalas A+, A++ e A+++, tornando a leitura mais simples. A partir de setembro de 2021 é a vez das lâmpadas LED apresentarem esta etiqueta, pelo que outros equipamentos para a casa se seguirão.

Optar por produtos eficientes conduz-nos a um planeta mais sustentável. Ao optar por equipamentos mais eficientes, é possível conseguir uma maior eficiência energética.

Despacha os teus eletrodomésticos velhos no OLX!

4# Isolar termicamente

Investir no isolamento térmico da tua casa é uma ação inevitável para aumentar a eficiência energética. Brechas ou fendas são a maior causa de perdas de energia, sobretudo nas janelas, portas, chaminés, lareiras, condutas de ar, sótãos ou garagens.

No caso dos sótãos, é comum o uso de fibra de vidro e de celulose para reforçar o isolamento. Já nas paredes, podes isolar com reboco ou gesso, preenchendo as fendas. Colocar isolamento nas paredes, no teto e telhado, tratando de fontes de infiltrações ou de fugas de calor, e vai permitir aumentar a eficiência energética da tua casa.

Quanto maior for o isolamento da tua casa, menos necessidade vais ter de recorrer a aquecimento central, ar condicionado e outros equipamentos para climatizar as divisões, reduzindo assim também a fatura da luz.

5# Colocar vidros duplos

As janelas são uma grande fonte de perda de calor. Por isso, de forma a equilibrar o consumo energético excessivo, podes instalar janelas duplas. A caixilharia deve ser em PVC, evitando perdas de calor e mantendo o ambiente isolado.

Janelas de PVC ou alumínio? Descobre como fazer a melhor escolha

6# Instalar piso radiante

O piso radiante é um sistema de aquecimento prático, limpo e eficiente, que apresenta diversas vantagens. Entre elas, o gasto energético, que é consideravelmente menor em comparação com outros sistemas de aquecimento.

Este tipo de piso proporciona maior conforto porque promove um aquecimento uniforme em toda a casa, não apenas localizado em certos pontos. Consiste na instalação de um sistema de aquecimento sob o soalho, que pode ser feito na fase de construção da casa ou posteriormente, deixando a tua casa com maior eficiência energética.

7# Instalar reservatórios de água

Os reservatórios de água são bastante simples de instalar, sem que precises de adotar instrumentos muito elaborados. O importante é que consigas canalizar as águas das chuvas ou a do chuveiro, para reutilizar na rega do jardim e nas descargas das sanitas.

Também podes optar por sistemas de sanitas com lavatório integrado, que reutilizam a água do lavatório para as descargas na própria sanita, aumentando o nível de eficiência energética da tua casa.

9 dicas para poupar energia

8# Reduzir o desperdício de água

Podes instalar adaptadores de torneiras tanto na cozinha como nas casas de banho, permitindo uma poupança de água que pode ir até aos 50%. Sendo a água um bem escasso, todos temos o dever de a preservar.

Os sensores de economia de água também podem ser aplicados nas torneiras que, normalmente por via de sensores infravermelhos inteligentes, conseguem evitar o desperdício de água. Desta forma, as torneiras abrem e fecham automaticamente com a aproximação das tuas mãos.

9# Optar por chuveiros inteligentes

Tal como os adaptadores, os chuveiros inteligentes também são uma forma de aumentar a eficiência energética da tua casa, pela redução do desperdício de água no momento do banho. Com os chuveiros inteligentes é possível poupar até 40% do volume de água, em comparação com os sistemas tradicionais.

Esta solução consegue controlar o gasto de água, com uma poupança significativa de litros de água. Como consequência, reduzes a fatura do consumo no final do ano. Alguns destes chuveiros podem estar interligados a projetos de automação da casa. Outros são oferecidos com formatos, configurações e tecnologias que vão revolucionar o banho tradicional.

10# Pintar a casa

À primeira vista pode parecer estranho, mas a pintura da casa também influencia na eficiência energética. Aliás, é uma prática que tem séculos de existência – já os Romanos pintavam as casas de branco para refletir o sol. Ambientes pintados de escuro, vão necessitar de mais luz artificial, enquanto paredes e tetos de tons claros, permitem mais clareza no ambiente.

11# Aproveitar a exposição solar

Se estiveres a construir ou a escolher a tua casa, tem em consideração a exposição solar, que influencia no consumo energético. Uma casa que tenha exposição solar durante todo o dia, vai sofrer com o aquecimento nos meses de maior calor. Por outro lado, uma casa que nunca receba sol direto, tem tendência a ser mais fria.

A eficiência energética das nossas casas é uma preocupação constante. Precisamos de consumir menos para ajudar o ambiente, mas não queremos comprometer a nossa qualidade de vida e a resposta às nossas necessidades. Felizmente, temos agora muitas opções no mercado que nos permite conciliar os dois mundos.


Próximas leituras:

Dicas para uma limpeza de casa sustentável
Procuras adotar hábitos de limpeza de casa mais sustentáveis? Trazemos-te 6 dicas …
Dia Mundial da Terra: como podemos contribuir
O futuro do planeta está nas nossas mãos, mas o que é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *