Esta é uma situação nova: pais e filhos em casa. Juntos, todos os dias, a todas as horas. Os pais podem estar em teletrabalho e os filhos com aulas à distância. Se estás embrenhado no teu trabalho, como é que podes saber se os miúdos estão a par da matéria e a aprender?

Mantém o diálogo

O segredo está no diálogo com a escola e com os filhos.

Antes demais, não percas o contacto com o professor, caso o teu filho frequente o 1.º ciclo, ou com o diretor de turma, nos ciclos seguintes. Por estes dias, o email ou aplicações como o WhatsApp podem ajudar a manter essa relação com o professor (e até com os outros pais) para saber que trabalhos estão a ser pedidos, que aulas estão a ser lecionadas, como estão os professores a planear fazer a avaliação.

Acompanha a matéria

Estando a par do que a escola está a pedir, é mais fácil acompanhar os filhos. Mas, atenção, não te esqueças que és o pai e não o professor, ou seja, não te cabe a ti dar a matéria ou esclarecer dúvidas.

O papel dos pais é o de acompanhar, verificar que os trabalhos estão a ser feitos, confirmar que a criança está a cumprir as tarefas pedidas e a aprender. As dúvidas devem ser esclarecidas pelo professor que, agora, está à distância de uma mensagem. Por um lado, esta decisão vai ajudar o teu filho a ser mais autónomo e confiante e, por outro lado, vai transmitir – quer à criança, quer ao professor – que confias na escola e nos seus profissionais.

Procuras um explicador online?

Transmite segurança

Pergunta com regularidade à criança ou ao jovem se está tudo a correr bem. Aproveita a hora das refeições para conversar sobre a escola. Se já tens filhos adolescentes, lembra-te de como foi a adolescência e compreende que se então tinhas muitas dúvidas, hoje e com esta pandemia, eles estarão bastante mais confusos com um futuro tão incerto pela frente.

A função dos pais é ajudá-los a compreender que continuar a estudar é importante, mesmo que seja à distância, mesmo que ainda não se saiba como vai ser feita a avaliação, incluindo os exames nacionais. Transmite-lhes segurança, que vai correr tudo bem e que será encontrada uma solução. Por isso, é fundamental continuar a estudar e a manter as rotinas.

Estabelece rotinas

Sabemos isso mesmo, que as rotinas são importantes para crianças e jovens (e até para os adultos) manterem a sua sanidade. Assim sendo, mesmo que não haja um horário estrito para cumprir, como o que havia quando as aulas eram na escola, negoceia e desenha um horário com os teus filhos, que inclua tempo para as aulas (ainda nem todos os professores estão a lecionar online, alguns estão só a propor atividades), para os trabalhos e tempo livre.

Esse tempo livre, de preferência deverá ser longe do ecrã, já que as aulas e os trabalhos serão feitos no computador. No entanto, pode ser difícil afastá-los do ecrã porque, se quiserem conversar ou jogar com os amigos, que estão nas suas casas, a forma mais óbvia de o fazer será no smartphone ou no portátil.

Sê criativo

Evita estender o horário escolar para o fim-de-semana. Nesses dois dias, que são passados em casa como o resto da semana, há que puxar pela criatividade e propor atividades em família. Antes demais, evita trabalhar, atender telefonemas ou responder a emails de trabalho. Dá esse exemplo e mostra disponibilidade para fazer coisas diferentes ao sábado e domingo.

Por exemplo, estes são dias em que se podes acordar mais tarde, cozinhar as refeições em conjunto – para o pequeno-almoço ou para o lanche, fazer umas panquecas e compota com fruta que tenha sobrado da semana que já esteja mais madura -, ensiná-los a estender a roupa ou a dobrar as meias (aprender tarefas domésticas vai contribuir para a sua autonomia), jogar um jogo de tabuleiro durante a tarde ou fazer um desenho para enviar aos avós.


Próximas leituras:

A tua casa está a afundar-se em pó? Estes aspiradores vão-te salvar!
Descobre que fatores deves ter em conta quando procuras aspiradores e qual …
7 livros de viagem para descobrires outros locais sem sair do sofá
Os livros de viagem são os nossos melhores amigos na hora de …