Tirar fotografias de topo está cada vez mais ao alcance de qualquer pessoa. Tudo o que é necessário são alguns bons equipamentos, investir algum tempo em formação e interesse pelo mundo da fotografia. Descobre algumas dicas para desenvolver esta habilidade e consegue as melhores imagens.

1. Conhece o equipamento

Este é o primeiro passo para se conseguir tirar fotografias de qualidade, pois vai permitir tirar o melhor proveito da câmara fotográfica. É importante conhecer a resolução, o tamanho dos sensores, resolução, ou abertura da lente – e para que servem estes elementos. Portanto, saber como funciona o zoom, o estabilizador de imagem e todos os recursos de luz, foco e cor, vai ser importante na hora H.

Artigo relacionado: As melhores máquinas fotográficas Canon com melhor relação qualidade-preço

2. Faz um uso correto do foco

O uso correto do foco é o caminho para uma fotografia perfeita. Para praticar, começa por desfocar o fundo e, depois, o elemento em primeiro plano. Experimenta ainda tirar fotografias a elementos distantes, mas de cores idênticas às demais. É provável que a foto perca nitidez –  ajustar a câmara a estas situações é outro excelente desafio para quem está a aprender.

3. Sabe quando usar luz difusa e luz natural

A preferência para tirar fotografias excelentes deve recair sempre sobre espaços com luz natural. Assim, dispensam-se várias ferramentas, tais como filtros, e evita-se um resultado artificial. Em alternativa, é preferível utilizar a luz difusa, já que a luz concentrada, flashes ou iluminações podem ofuscar elementos importantes ou gerar sombras.

Algumas fotos dependem de um momento de iluminação diferenciado, como um pôr-do-sol. Nestes casos, é recomendável o uso de um para-sol sobre a lente ou, em última instância, colocar a mão por cima, de forma a fazer uma sombra improvisada e impedir que a luz entre em demasia.

4. Testa o Flash

Com o flash é possível destacar uma pessoa ou objeto, preencher a luz insuficiente, a sombra em excesso ou dar brilho. No entanto, se for utilizado de forma incorreta, pode fazer com que os olhos pareçam vermelhos ou que a foto pareça ter uma iluminação irreal. Tudo depende do uso que se dá – e da distância e ângulo da imagem. Assim, experimenta o flash da câmara em várias situações para perceber qual a posição que é mais benéfica para tirar fotografias. 

5. Aproveita a ‘golden hour’

O termo “golden hour” diz respeito à hora “de ouro”, que acontece ao final da tarde, aquando do pôr do sol. É um momento perfeito para tirar fotografias, já que a luz se distribui de forma mais regular, reduzindo a quantidade de sombras que existem no ambiente.

Artigo relacionado: 7 melhores máquinas fotográficas compactas

6. Evita o zoom e escolhe as lentes certas

Para tirar fotografias com qualidade é imperativo não abusar do zoom. Ao aumentar o zoom para capturar algum elemento distante, a qualidade da foto é reduzida e dá-se uma queda percetível da sua definição. Uma alternativa é o recurso a diferentes lentes, para cada finalidade.

As lentes diferem-se na sua funcionalidade, estabilização de imagem, abertura e distâncias focais. Por exemplo, as lentes standard têm um ângulo semelhante ao do olho humano, com uma distância focal de 50 mm. Já as teleobjetivas, com uma distância focal entre os 70 mm e os 200 mm, ou mais, são aconselháveis para fotografias onde exista alguma distância, como na fotografia desportiva ou de vida selvagem, pois fazem com que os objetos da foto pareçam mais próximos.

Existem ainda lentes olho de peixe, com uma distância focal de entre 8 mm e 10 mm, possuem um campo de visão de quase 180º, tornando a imagem circular. As lentes grande angular registam uma distância focal entre 18 mm e 35 mm e são indicadas para paisagens, vistas panorâmicas e urbanas ou grandes grupos de pessoas. Já a lente macro, com distância focal de 30 mm a 200 mm destina-se a destacar detalhes e fotos de  close-up.

7. Define bem o ISO

As câmaras fotográficas permitem a escolha manual do valor do ISO. O ISO diz respeito à sensibilidade do sensor à luz, ou seja, quantidade de luz que consegue capturar. Portanto, alterar esses valores vai permitir clarear ou escurecer uma foto. 

Os valores ISO variam entre os diferentes equipamentos. Por norma, podem ser de 100, 200, 400, 800, 1600, 3200 e 6400. Aumentando o valor ISO, as fotos ficam mais claras e produzem imagens granuladas e com mais ruído.

8. Verifica se vale a pena o recurso ao tripé

É certo que o tripé não é uma ferramenta obrigatória, mas pode tornar-se muito útil em determinadas situações. O tripé possui um estabilizador para a câmara, garantindo um suporte que é, por vezes, impossível manter com as próprias mãos. Além disso, a nitidez das imagens e o foco, com longos tempos de exposição, são garantidos.

9. Tira fotografias coloridas

Algumas fotografias ficam ótimas a preto e branco, mas o ideal mesmo é tirar fotografias sempre a cores. Só depois, em edição, é que se devem transformar em preto e branco – isto porque existem contrastes e sombras que só ao observar a imagem se percebem. Uma vez que a foto seja já tirada com filtro, não vai ser possível reverter na edição.

Artigo relacionado: As melhores máquinas fotográficas instantâneas

10. Escolhe o ângulo certo

Vale a pena investir um pouco de tempo à procura do ângulo certo para a fotografia, seja para captar a beleza de um monumento, de uma pessoa ou capturar os detalhes de um objeto. O ângulo certo joga com a luz, a sombra e a intenção do próprio fotógrafo.

11. Opta pelo formato RAW

As imagens de baixa resolução são difíceis de modificar na edição, já que vão perder qualidade quando modificadas. Utilizar um cartão de memória com uma boa capacidade e aumentar as configurações da câmara fotográfica para tirar fotografias em formato RAW, vai permitir uma qualidade de imagem muito superior. É verdade que ocupam (muito) mais espaço, mas evitam que a qualidade seja reduzida na pós-produção.

12. Valoriza os terços

A “regra dos terços” é essencial para quem procura tirar fotografias como um profissional. Consiste em dividir uma imagem com duas linhas verticais e duas horizontais. A área onde as linhas se cruzam, o quadrante central, é o ponto focal da foto. É nesta área que devem ser incluídos os elementos-chave a fotografar, para evitar que a imagem pareça descentrada.

13. Usa a linha do horizonte para equilibrar a imagem

A linha do horizonte deve ser encarada como uma referência natural. Ou seja, ao fotografar o mar, uma escadaria ou outra paisagem, o horizonte deve estar na horizontal, em linha reta. A inclinação da linha do horizonte é pouco natural e transmite uma ideia de desequilibro à imagem.

14. Aproveita os reflexos

Não são só os dias solarengos que são ótimos para fotos ao ar livre. Aproveita o reflexo da água – da chuva, dos lagos, do mar – e tira fotos criativas. Utiliza o reflexo dos mesmos, para fotos mais originais e de destaque.

Os teus anúncios no OLX também podem ser mais valorizados se investires algum tempo a tirar fotografias de qualidade aos artigos que pretendes vender. Portanto, experimenta vários ângulos, mostra os teus produtos com boa luz natural e, claro, escolhe a melhor foto como principal do teu anúncio. Experimenta!

Este artigo do blog foi útil?

×

Próximas leituras:

Diferenças entre todos os AirPods da Apple na base dos preços
Planeia comprar AirPods Apple? Contrasider estas funcionalidades e os preços do AirPod …
Como funciona o cancelamento de ruído?
Enquanto procuras os auscultadores perfeitos poderão encontrar o termo "cancelamento activo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *