Adquirir um frigorífico novo pode ser uma tarefa bem simples se tiveres uma noção do que é essencial, uma vez que é um dos eletrodomésticos mais importantes de uma casa.

Muito mais do que escolher o tamanho certo ou perceber se encaixa na decoração da tua cozinha, um frigorífico está ligado 24/7, durante todo o ano. A durabilidade e a poupança energética são fatores que não podem ficar esquecidos na compra de um novo frigorifico.

11 dicas para acertares em cheio na compra de um frigorífico

1. Tipologia e dimensão

É fundamental que o teu frigorifico seja adequado ao espaço que dispões. Não adianta ter um grande frigorifico a pensar na maior capacidade, se depois não tiveres lugar para ele na tua cozinha.

Os modelos não são todos iguais pelo que, para algumas cozinhas, podem não ser funcionais. Deves ter em conta que a tua escolha será sempre limitada pelo espaço que tens livre para o efeito.

2. Eficiência energética

Sabias que o frigorifico é responsável por cerca de 14% do consumo total da tua casa? As etiquetas de indicação de consumo energético são um excelente aliado para conseguires uma poupança energética. 

Os frigoríficos com dispensadores de água e gelo incluídos consomem mais 20% de energia que os restantes. Um modelo tradicional, com o congelador na parte de cima do frigorifico, gasta em média 10% a 25% menos energia face aos que têm o congelador ao nível inferior.

Recomendamos sempre que optes por equipamentos com classificação A+++. O investimento pode ser maior, mas no final do ano vais verificar uma poupança significativa!

Vê mais equipamentos de alta eficiência energética

3. Capacidade

O agregado familiar também conta na equação. A capacidade de um frigorifico mede-se através da quantidade, em litros, que pode suportar. A capacidade por pessoa varia entre 40 e 60 litros. Vê qual é a melhor capacidade face às tuas necessidades:

Capacidade em litrosRecomendação
Até 250Entre 1 e 2 pessoas
Entre 251 e 300De 3 a 4 pessoas
Entre 301 e 350De 4 a 6 pessoas
Entre 351 e 400De 6 a 8 pessoas
Superior a 400Mais de 8 pessoas

4. Sistema de frio

A rapidez de recuperação da temperatura sempre que abres a porta do frigorífico, a formação de gelo e a exigência de descongelações durante o ano, são fatores importantes a ter em conta.

  • No frost: Sistema com recurso a circulação de ar que é dirigido até ao interior do aparelho, arrefecendo diretamente os alimentos. Evita acumulação de gelo, e permite a recuperação rápida da temperatura após abertura da porta. Pode apresentar um consumo energético mais elevado, mas dispensa descongelações ao longo do ano.
  • Low frost: É semelhante ao anterior. No entanto, por ser de refrigeração estática ou ventilada e permite uma melhor conservação dos alimentos. Possui uma formação de gelo reduzida tanto na refrigeração como no sistema de congelação e não exige descongelações frequentes.
  • Ventilado: Possui uma ventoinha que permite a circulação de ar, preservando a temperatura homogénea e permitindo uma melhor conservação dos alimentos. Evita a condensação.
  • Estático: Sistema a gás que começa por arrefecer as paredes do frigorifico, seguindo-se o ar e, só depois, os alimentos. A recuperação da temperatura é demorada e acumula gelo com alguma facilidade. Exige pelo menos duas descongelações anuais.

5. Temperatura

Apenas com a temperatura correta do teu frigorifico vais conseguir prevenir o aparecimento de bactérias e micróbios e, consequentemente, preservar todos os alimentos da melhor forma.

Todos os frigoríficos possuem termóstato que regula a temperatura do equipamento. Alguns dispõem ainda de ecrã tátil com a indicação dos graus Celsius . A recomendação é que a temperatura se mantenha a 4ºC e, no caso do congelador, a -17ºC.

6. Controlo de humidade

Alguns frigoríficos mais modernos também indicam o controlo de humidade. O nível de humidade correto permite preservar carne, peixe e legumes em perfeito estado.

Um frigorifico com freshcontrol ou hydrozone, significa que tem um sistema que define o nível de humidade mais indicado para cada alimento e não um controlo pré-definido, como os modelos tradicionais.

7. Congelação e refrigeração rápida

Tanto na congelação como na refrigeração rápida, como o nome indica, os alimentos congelam e arrefecem de forma mais rápida, evitando que o equipamento aqueça quando colocas muitos alimentos. Os sistemas mais comuns são o super ou super cool.

8. Compartimentos disponíveis

Compartimentos especiais são sempre uma mais valia, seja para manter alimentos como frutas e vegetais mais frescos e durante mais tempo, como para armazenar garrafas ou outros alimentos.

A necessidade de compartimentos diferenciados depende dos teus hábitos e rotinas.

9. Opções de limpeza

Limpar e lavar um frigorifico pode não ser tarefa fácil, mas podes optar por um frigorifico antibacteriano, que te vai ajudar na manutenção e conservação dos alimentos.

Para além disso, podes lavá-lo com vinagre, bicarbonato de sódio ou limão. São produtos naturais e não abrasivos, que ajudam à desinfeção do teu equipamento.

10. Formato e design

É impossível dizer que o design não importa. Um design atual dá outro ar à tua cozinha. Se és dos mais arrojados no que toca ao design, podes optar por um frigorifico colorido e bem atraente. Também existem no mercado modelos vintage, mas o importante é que combine com o teu gosto pessoal e com a tua casa.

Existem vários formatos disponíveis:

  • Frigoríficos combinados: Possuem a área frigorifica na parte superior e a de congelação na parte inferior. Ideal para famílias entre 3 e 6 elementos;
  • Frigoríficos americanos: Ou “side by side”, têm largura superior aos normais e duas portas verticais, de congelação e refrigeração. Ideal para famílias com mais de 4 pessoas;
  • Frigoríficos de duas portas: São ligeiramente diferentes dos combinados, são mais pequenos e a congelação fica na parte superior. Ideal para famílias até 4 elementos.

11. Escolhe o modelo de congelação mais adequado ao teu frigorífico

  • Congelador na parte de cima: Tende a ser mais económico, com prateleiras grandes. Tem o inconveniente de que pode não ser prático aceder frequentemente à parte da refrigeração, uma vez que se situa na parte de baixo;
  • Congelador na parte inferior: Pode oferecer prateleiras ou gavetas, sendo que alguns modelos permitem uma configuração polivalente, podendo ser ajustados em altura.
  • Frigorifico sem congelador: Não é uma opção tão comum, mas existe para quem prefira e tenha espaço de ter uma arca congeladora à parte. É uma excelente opção para famílias grandes, embora não seja a mais económica.

Sabes como é recomendada a organização do frigorifico?

Frigorífico com a porta aberta
  • Organização do espaço: Mantém a distância entre os alimentos e estarás a garantir a circulação do ar frio no interior do frigorifico. Para além disso, quando tens tudo organizado ganhas mais espaço.
  • Para guardar nas portas: Alimentos que contenham na sua composição conservantes, como sumos, água ou outras bebidas, conservas de alimentos e outros do género. Isto porque vão sofrer variações de temperatura com a abertura da porta. Ao contrário do que é hábito por muitos utilizadores, os ovos não devem ser guardados neste local, mas sim nas prateleiras inferiores.
  • A colocar nas prateleiras superiores: É um dos locais mais estáveis do frigorifico. Podes guardar alimentos que não precisam de ser cozinhados, refeições pré-cozinhadas e sobras de comida.
  • Para guardar nas prateleiras inferiores: Para além dos ovos, podes guardar outros alimentos que se estragam com facilidade, como carne ou peixe cru até dois dias, e produtos lácteos. É a zona mais fria do equipamento.
  • Direto para as gavetas: São indicadas para guardar alimentos como frutas e vegetais, embora não devam ser armazenados em conjunto. Como algumas frutas produzem etileno, uma substância de amadurecimento, devem estar separadas dos legumes, para que não acelerem o processo de apodrecimento dos mesmos.

O OLX é o melhor local para comprares o teu novo frigorifico!

Para além de oferecer produtos a preços bastante convidativos, o OLX apoia-te durante todo o processo de compra. Podes falar com os assistentes no chat e ainda seguir as recomendações que estão disponíveis no site. 

Existem mais de 3.000 opções à tua espera! E porque sabemos que, quando chega a altura de combinar um local para fechares o negócio, é sempre difícil escolher o melhor sítio, o OLX criou os Pontos de Encontro.

São locais que estão marcados com o símbolo OLX, que se encontram em espaços públicos com vigilância e de fácil acesso, para te permitir fazer as tuas transações com toda a segurança.


Próximas leituras:

5 dicas para acabar com a humidade em casa
O inverno traz consigo o frio e a humidade. Se também sofres …
Dá uma segunda vida às rolhas de cortiças que tens em casa
Pronto para um novo projeto DIY? Mostramos-te 10 formas criativas para reaproveitares …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *