Quando precisa de ser substituída uma bomba de água? Esta é uma pergunta que muitos condutores fazem. Apesar de as bombas de água terem um longo intervalo de manutenção, isto não significa que os proprietários dos automóveis subestimem a eventual necessidade de instalar uma nova. Embora as bombas de água se desgastem com o tempo, os fatores considerados negligentes são os principais responsáveis por acelerar este processo.

Bombas de água e correias de distribuição têm vidas úteis semelhantes. Por isso, é recomendado que se substituam os dois componentes ao mesmo tempo. Tal garante não apenas uma manutenção eficiente e segura, como, também, reduz os custos de mão de obra e o período de inatividade do carro.

Quanto tempo dura uma bomba de água?

Partindo do princípio que se trata de uma bomba de água durável e fiável, há dois fatores que desempenham um papel importante para a sua longevidade: instalação e qualidade da bomba de água e manutenção do sistema de refrigeração.

Procuras peças para o teu carro?

A vida útil específica da bomba de água varia de acordo com o modelo do veículo e o tipo de sistema de refrigeração de que dispõe. É altamente recomendável, em primeiro lugar, que encontres uma marca de qualidade na qual podes confiar antes de ser instalada a nova bomba de água. Em segundo, deves zelar para que o mecânico siga as recomendações especificadas no manual do proprietário do carro no momento de instalar o novo componente.

Além disso, a necessidade de instalares uma bomba de água novinha em folha dependerá, em grande medida, do estilo de condução que adotares ao longo dos anos. Se levares a sério a manutenção preventiva e a atenção ao sistema de refrigeração do carro, uma bomba de água de qualidade pode durar até 160.000 quilómetros, dependendo do modelo do veículo.

Sinais que indicam que deves trocar a bomba de água

Entre as causas mais comuns de danos na bomba de água, estão as fugas, o uso inadequado de selante e a utilização de líquido de refrigerante errado, que causam danos por cavitação e corrosão. A maior parte do desgaste ocorre dentro do componente. Por isso, muitas vezes o problema é apenas detetado quando ele é aberto.

A manutenção regular deve incluir a desmontagem da bomba de água para verificar, com precisão, o desgaste das peças centrais. No entanto, existem vários sinais aparentes de mau funcionamento. Em baixo, indicamos-te os sintomas mais comuns de avaria na bomba de água.

Artigo relacionado: Correia do alternador: quando deve ser trocada

Fuga no líquido de refrigeração

Uma fuga na bomba de água é das indicações mais evidentes e frequentes de avaria, tornando-se num sinal claro de que está na hora de instalares uma nova. Fugas no líquido de refrigeração levam à existência de uma poça de líquido colorido (geralmente verde, cor-de-laranja ou vermelho) no chão, onde o carro está estacionado.

Tal ocorre porque o líquido de refrigeração é armazenado na bomba de água com a ajuda de juntas e selantes. Se um desses componentes estiver desgastado, ficar com folga ou fissura, o líquido de refrigeração pode verter para fora do motor.

Se for este o caso, deves levar o teu carro o mais rapidamente possível até à oficina mais próxima, pois pode significar uma correção relativamente fácil e menos dispendiosa.

Barulhos estranhos

Se ouves um ruído agudo que vem da frente do carro enquanto aceleras, pode ser sinal de que a bomba de água está perto do seu final de vida. A bomba necessita de correias, polias e rolamentos para funcionar. Se um destes componentes apresentar folga ou desgaste, emitirá um som comummente descrito como zumbido harmónico.

Em muitos casos, a correia pode ser o componente responsável por emitir esse som. Substituí-la juntamente com a manutenção preconizada pelo fabricante do veículo, irá manter-te “protegido” contra a ocorrência de danos mais graves no motor.

Artigo relacionado: Como detetar fugas no radiador?

A temperatura sobe

Uma bomba de água “moribunda” não consegue fazer circular o líquido de refrigeração. Resultado: o motor sobreaquece ou funciona a temperaturas instáveis. Se o motor ficar muito quente, a possibilidade de ocorrerem danos graves é extremamente elevada.

O sobreaquecimento do motor pode danificar seriamente pistões, cilindros e a junta da cabeça, resultando em avarias graves. Portanto, fica de olho no indicador do nível de temperatura. Caso detetes um aumento considerável desta, leva o carro logo a uma oficina. Se não o fizeres, o problema pode acabar por não ter reparação.

Ferrugem e corrosão

O ar que entra através de uma tampa de pressão defeituosa, líquido de refrigeração do motor não compatível ou sujo, acumulação de minerais e até mesmo a idade podem corroer a bomba de água do teu carro. A ferrugem e corrosão nas superfícies da bomba fazem com que esta seja incapaz de fazer circular o líquido de refrigeração.

Ferrugem ou pequenos orifícios na superfície da bomba de água acabarão por danificar os rotores desta e a junção entre o bloco e a bomba, reduzindo a sua eficiência. Ao suspeitares da necessidade de instalar uma nova bomba de água, abre o capot e procura sinais de ferrugem e corrosão no exterior da bomba. Se eles forem visíveis, está na hora de trocares a bomba de água, pois se estiver corroída ou danificada não funcionará corretamente.


Próximas leituras:

Aluguer de autocaravana: 10 dicas antes de partir à aventura
Estas são as 10 dicas essenciais para ter umas férias inesquecíveis antes …
Conheça os incentivos à compra de carros elétricos em 2022
Conheça neste artigo todos os incentivos à compra de carros elétricos para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.