Uma boa iluminação é essencial para uma boa condução noturna ou com pouca visibilidade. Faróis baços ou amarelados cortam a luz. De acordo com o Código da Estrada, os médios têm de garantir visão a pelo menos 30 metros, os máximos a 100 metros e os mínimos têm de ser visíveis a pelo menos 100 metros.

Os faróis são como os olhos das pessoas – com a idade, a sua capacidade de ver e iluminar a estrada tende a reduzir-se. Os faróis dos carros antigos eram de vidro, com muitos inconvenientes, mas mantendo sempre o brilho original. Hoje, são feitos de materiais como o policarbonato. Sendo mais resistentes e seguros, ficam amarelados e baços com o tempo. Se esse é o caso dos faróis do teu carro, sabe como podes não só resolver o problema como retardar a sua ocorrência, garantindo boa visibilidade.

Como mais vale prevenir que remediar, uma boa manutenção retarda a deterioração das óticas. Ao estacionar, tenta evitar a exposição ao sol e à chuva, pois ambos os fatores contribuem para a destruição da película protetora dos faróis. Também deves lavá-los regularmente e remover de imediato os insetos que se colam às óticas, pois eles corroem a camada de proteção.

Procuras faróis novos para o teu carro?

Faróis do carro amarelos? 3 métodos para resolver o problema

Podes adiar a situação, usando todos os cuidados acima referidos para proteger as óticas do teu veículo, mas, mais cedo ou mais tarde, elas ficam baças e amarelas, diminuindo a intensidade da iluminação. O que podes fazer?

A solução mais simples é recorrer a uma oficina especializada na reparação e substituição dos vidros dos automóveis. Em pouco tempo, põem-te os grupos óticos transparentes e a brilhar como se fossem novos.

Porém, se quiseres poupar uns euros, podes ser tu a meter mãos à obra. Ponto prévio: deves colocar a viatura à sombra antes de começares o trabalho. Depois, podes optar por três métodos:

Método 1:  vinagre e bicarbonato de sódio

Lava os faróis com água e um sabão neutro (ou com o detergente usado habitualmente no carro). Depois de limpos, aplica uma solução de vinagre com bicarbonato de sódio (1 colher de sopa de bicarbonato para 1dl de vinagre) e deixa atuar por uns minutos. Por fim, seca as óticas com um pano limpo e passa um pouco de cera apropriada.

Método 2: Pasta de dentes

Lava as óticas com água e um sabão neutro (ou com o detergente que usas habitualmente no teu carro). Protege a zona circundante às óticas com fita de pintor. A seguir aplica uma boa camada de um dentífrico sobre os faróis e deixa atuar durante alguns minutos. Remove minuciosamente a pasta de dentes com um pano molhado. Depois, passa um pouco de água sobre as óticas e seca com um pano limpo e macio.

Método 3: Massa de polir

Este é o processo que requer mais trabalho e cuidados, mas também o que produz melhores resultados. Começa por isolar com fita de pintor a área à volta das óticas e lava-as com água e sabão neutro (ou detergente para lavar carros). Depois usa uma lixa de água fina (grão 1000 ou superior) nos faróis, mantendo-os sempre molhados, para retirar a película protetora deteriorada, até as óticas ficarem esbranquiçadas.

Artigo relacionado: 4 dicas para disfarçar riscos na pintura do carro

De seguida, seca a superfície e, com um pano de serapilheira, aplica massa de polir adequada para automóveis em movimentos circulares até o amarelo desaparecer. Espera dois ou três minutos para que as lentes absorvam a massa de polimento. Por último, limpa-as em movimentos circulares com um pano seco de microfibras.

Termina em beleza

Seja qual for o método que empregues, é recomendável completares a operação aplicando um produto que proteja as óticas dos raios UV. Podes encontrar este tipo de produtos em estabelecimentos especializados em artigos para automóveis e deves usá-lo de acordo com as instruções do fabricante.

E, por vezes, não são só as lentes que estão baças – as superfícies refletoras no fundo dos grupos óticos também perderam brilho. Nesse caso, deves desmontar os faróis, retirar cuidadosamente as lâmpadas, evitando tocá-las com as mãos, em especial se forem as ainda mais comuns de halogéneo (a breve prazo, todas as luzes das novas viaturas serão LED). Em seguida, remove completamente a camada cromada danificada com uma lixa, desengordura a superfície e aplica um primário mais duas demãos de tinta especial cromada. Atenção a esta última nota: tinta e primário devem ser os indicados para o efeito e usados de acordo com as instruções do fabricante.

Aluguer de autocaravana: 10 dicas antes de partir à aventura
Estas são as 10 dicas essenciais para ter umas férias inesquecíveis antes …
Conheça os incentivos à compra de carros elétricos em 2022
Conheça neste artigo todos os incentivos à compra de carros elétricos para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.