A um determinado momento, todas as casas começam a dar sinais de que precisam de uma intervenção. Para que as obras em casa não se tornem uma verdadeira dor de cabeça, é importante planear para garantir o resultado pretendido, sem gastar mais do que o esperado.

Estes são os passos mais importantes para o planeamento de qualquer intervenção em casa.

#1 Define prioridades

Este é o primeiro passo para fazer obras em casa: decidir por onde começar e o que queres fazer exatamente. Podes desenhar no papel, procurar inspirações, solicitar opiniões de profissionais e amigos. Quanto mais detalhada for esta fase, melhor, mas existem alguns pontos imprescindíveis.

  • Prioridades: Quais são as zonas a intervir e qual a ordem de prioridades? Assim, se não tiveres orçamento para tudo, já sabes qual terás de sacrificar;
  • Orçamento: Estabelece claramente qual é o teu máximo, o total a gastar e montante alocada a cada divisão; 
  • Estado atual: O estado atual da casa deve ser bem documentado com dimensões e fotografias para que tenhas o registo de como tudo estava antes das obras;
  • Estado futuro: para que não existam dúvidas sobre o que procuras (para ti e para outros), deves definir como cada divisão vai ficar com uma planta (ou maquete) e algumas imagens que sirvam de fonte de inspiração (por exemplo, retiradas da internet). Não te esqueças de simular a disposição da mobília e circulação das pessoas.
  • Materiais: cria uma lista dos materiais que pretendes utilizar em cada área;
  • Restrições: identifica possíveis constrangimentos, como a localização de tubagens, pontos elétricos e vigas mestras. Estes são os pontos em que não vais querer mexer.

Encontra empresas e profissionais qualificados na área da construção

#2 Procura informações legais

Depois de saberes como vai fica a casa, está na altura de confirmar se serão necessárias licenças. Pode ainda ser necessário que um arquiteto ou engenheiro assine o projeto.

#3 Escolhe a melhor altura para começar

O verão é a estação do ano preferida para iniciar obras em casa. Nesta altura, os materiais secam mais depressa e as obras no exterior avançam mais depressa. Por outro lado, existem alturas do ano em que as promoções e campanhas em lojas de materiais de construção são mais frequentes.

Se as obras em casa forem planeadas com a devida antecedência, é possível fazer esta prospeção e aproveitar vários descontos e oportunidades de negócio que vão influenciar o teu orçamento.

Os planos familiares também são decisivos na escolha da melhor altura para iniciar. Se há um bebé a caminho, por exemplo, é importante começar as obras tendo em conta a altura do parto, para que, quanto mais próximo estejam dessa data, menos obras haja em casa.

5 projetos DIY para decorares o quarto do bebé

#4 Pede mais do que um orçamento

Pede pelo menos três orçamentos para conseguires fazer uma comparação entre as diferentes ofertas. Nos orçamentos, deves procurar estabelecer métricas comparáveis como o custo dos materiais por m2, m ou Kg, ou custo do trabalho por homem / hora. Assim, podes comparar fornecedores mais facilmente.

Verifica também se está orçamentado com ou sem IVA. Pergunta também pelo tipo de garantia que está incluída – se alguma parte da obra não ficar bem, a empresa está disponível para compor?

#5 Define a forma de pagamento

O pagamento será feito “à peça” ou por hora de trabalho? Se for feito à peça, quer dizer que só pagas quando cada tarefa estiver completa e verificada por ti. Esta opção dá mais segurança num trabalho bem feito e dentro do prazo mas tende a ser mais cara e é menos frequente.

Por outro lado, o pagamento por hora de trabalho é mais comum e costuma ser mais barato, mas exige um acompanhamento permanente e, de preferência, algum conhecimento sobre o trabalho envolvido. É a melhor opção quando a equipa é conhecida e de confiança.

#6 Investiga a empresa

Para evitar surpresas desagradáveis no futuro, faz uma pequena pesquisa sobre a empresa, começando pelo número de Alvará, que é obrigatório para a execução de qualquer obra em Portugal, a apólice de seguro, NIF, contacto e morada. Podes também solicitar um portefólio de outros trabalhos e, também, contactar outros clientes.

#7 Está atento aos sinais de alerta

Orçamentos muito baratos ou demasiado vagos, obras sem contrato ou fatura, recurso a mão de obra pouco qualificada, falta de profissionalismo nos primeiros contactos – estes são apenas alguns dos sinais de alerta.

As situações que se revelam surpresas desagradáveis no futuro começam, quase sempre, com pequenos pormenores. Além de atrasar a obra, podem levar a acidentes e a que o resultado não seja o que esperas. 

#8 Documenta os termos do contrato

Não desvalorizes as regras de contratação de uma empresa para a realização das tuas obras em casa. Deves assinar um contrato escrito onde se encontrem detalhadas todas as responsabilidades, deveres e obrigações de ambas as partes. Devem também ser acordados por escrito os pagamentos, os prazos de início e entrega de obra.

#9 Faz um planeamento ao dia

Todas as obras sofrem ajustes ao plano, mas isso não é motivo para abdicar de planear. Pelo contrário, sem planeamento, a probabilidade de falhares a data prevista para a conclusão das obras é muito mais elevada. E o pior é que podes nem te aperceber até já ser demasiado tarde.

Planeia em detalhe todas as atividades, da primeira pedra às limpezas pós-obras. E se fores tu a fazer as obras, aplica o mesmo princípio. Planeia as tuas tarefas e mantém um calendário atualizado.

Como escolher uma empresa de limpeza?

#10 Escolhe as tarefas que podes fazer por ti

Tudo aquilo que tu conseguires fazer é menos um peso no orçamento. Por  exemplo, demolir e partir louças sanitárias, passar massa corrida ou textura nas paredes, pintar ou aplicar papel nas paredes, lixar madeiras, aplicar verniz, fazer pequenas instalações, montar um jardim, entre outras. Mãos à obra!

#11 Avisa os vizinhos

É uma cortesia simples, mas que pode fazer toda a diferença. Se existe o risco de comprometeres o descanso ou trabalho de alguém, se vais bloquear o elevador para o transporte de materiais ou se precisas de passar extensões para ter eletricidade, não saltes esta etapa. Por vezes basta um aviso e evitas algumas dores de cabeça.

#12 Decide se vais habitar a casa durante as obras

O tipo de obras em casa pode ditar se é possível continuar a habitar. Se tiveres de ficar em casa, opta por fazer as obras por etapas. Assim, a casa continua a responder às tuas necessidades e da tua família.

No fundo, se as obras tiverem como intuito intervenções profundas, o ideal é não estar na casa, uma vez que há sempre pó no ar, para além da desarrumação inerente ao processo das obras. Caso seja possível estar noutra habitação, podes aproveitar para fazer várias intervenções em simultâneo e, assim, reduzir o período de obras.

Dicas para remodelar a casa de banho com um orçamento pequeno

#13 Verifica instalações e canalização

Se estás a fazer obras em casa e se são uma remodelação profunda, não deixes de verificar o estado das instalações elétricas, de gás e da canalização. Principalmente na renovação da casa de banho e cozinha, torna-se especialmente importante substituir os canos aquando das obras estruturais de uma casa, para evitar problemas sérios e prejuízos no futuro.

#14 Assegura a garantia da obra

No final da obra deves fazer um auto de receção. Este procedimento envolve assinar com o empreiteiro a conclusão e registar possíveis defeitos para correção, servindo para a garantia da obra.

Descobre ainda 5 formas de dares uma nova vida à tua mobília usada

No OLX podes encontrar eletricistas, canalizadores, pintores, pedreiros, entre outros. Também encontras uma série de materiais de construção disponíveis a preços bem mais competitivos do que as lojas tradicionais. Filtra pela localização e encontra os melhores negócios perto de ti para as tuas obras em casa.


Próximas leituras:

Esquentador ou cilindro: qual escolher?
Descobre como escolher entre um esquentador ou cilindro. Estes são os principais …
Decoração de outono: 15 ideias para receber a nova estação
Aproveita a mudança de estação para dar um novo ar à tua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *