Malware é qualquer programa concebido para danificar ou perturbar a funcionalidade de algum outro software, ou hardware. Milhões de pessoas são prejudicadas por Malware, e tu ou os teus amigos não são exceção. No entanto, poucas pessoas estão cientes que é Malware e do dano que pode causar. É possível o Malware obter as tuas palavras-passe? É possível apagar aplicações e ficheiros? Que impacto é que isso tem em ti? O Malware funciona de várias maneiras, e cada forma tem o seu próprio conjunto de habilidades. Estamos aqui para te educar sobre como o Malware afeta o teu sistema, os sinais e sintomas de Malware, e como manter o teu computador seguro contra estes vírus.

O Malware existe num conjunto confuso de formas. Os vírus são indiscutivelmente o tipo de malware mais conhecido, uma vez que se espalham através da duplicação. Os worms exibem uma característica semelhante. Algum malware, como spyware, é chamado pelo trabalho que realiza: Spyware envia informação pessoal, como detalhes de cartão de crédito, pela internet.

Malware Vírus
Malware é um o nome que se dá a vírus, spyware, worms, e outras formas de software nocivo. Malware é um software destinado a prejudicar um único computador ou um sistema interconectado. Portanto, sempre que a frase “malware” é usada, refere-se a software que pretende prejudicar o teu computador, através de um vírus, worm ou Trojan.Um vírus é um software de computador que foi concebido para invadir o teu computador e danificar ou modificar os teus ficheiros e dados. Os dados do teu computador podem ser corrompidos ou apagados como resultado de um vírus. Os vírus são capazes de se auto-replicar. Os vírus são muito mais prejudiciais que os worms informáticos porque modificam ou apagam os teus dados, enquanto que os worms apenas se replicam sem alterar os teus ficheiros e documentos.

O QUE É QUE O MALWARE PODE FAZER?

O malware atacará computadores e sistemas, com o objetivo de causar danos às máquinas, sistemas e/ou utilizadores. O utilizador pode ser afetado de inúmeras formas, dependendo do tipo de malware e da sua finalidade. O malware pode ter um efeito moderado e suave em certas circunstâncias, mas também pode ser destrutivo noutras.

ALGUMAS FORMAS COMUNS COM QUE O MALWARE PODE-TE PREJUDICAR

ALGUMAS FORMAS COMUNS COM QUE O MALWARE PODE-TE PREJUDICAR (H2)
FONTE: Unsplash

1. Roubar a tua informação

Entre as consequências mais perigosas e caras do malware está o roubo de dados. Os hackers podem recolher dados pessoais e empresariais, uma vez instalado no computador software como spyware e trojans, que podem depois vender a agências terceiras. Estes dados podem conter histórico de navegação, palavras-passe, identificação e outros dados pessoais.

2. DANIFICAR OU APAGAR FICHEIROS NO TEU COMPUTADOR

O malware pode danificar ou remover dados e aplicações no teu portátil de várias formas. Não poderás ver muitos destes ficheiros após um ataque cibernético até que os teus dados sejam guardados nalgum outro serviço externo duro ou em nuvem.

O Ransomware é uma espécie de software que bloqueia os teus ficheiros e os guarda.  Se não pagares o dinheiro, os hackers vão destruir toda a tua informação.

3. METER O TEU COMPUTADOR MAIS LENTO

Quando um tipo de malware é ativado, começa a usar uma quantidade significativa de RAM no teu computador. Muitas variedades de malware também se duplicam e consomem muito espaço no teu disco rígido, deixando um lugar limitado para aplicações genuínas. Tal falta de espaço pode resultar num computador lento, impossibilitando continuar a fazer as tuas coisas como de costume.

4. ANÚNCIOS NO TEU PC

Tipos de malware como o adware podem inundar o ecrã do teu computador com um pop-up de anúncios constantemente. O adware, ao contrário dos vírus, não recolhe os teus dados pessoais; em vez disso, apresenta anúncios pop-up. Os pop-ups podem, por vezes, ocupar todo o teu ecrã e não os consegues fechar porque lhes falta um botão de fechar.

SINAIS DE QUE O TEU COMPUTADOR ESTÁ AFETADO PELO MALWARE

1# DECLÍNIO NO DESEMPENHO

Os malwares podem consumir uma quantidade significativa de poder de computação no teu computador, causando um atraso significativo. Como resultado, uma técnica para acelerar o teu computador é remover o malware. Quer estejas a navegar na web ou a usar os teus programas locais, o consumo de recursos do teu sistema parece ser invulgarmente elevado. O ventilador do teu computador pode estar a girar a todo o vapor, indicando que algo está a usar os recursos do computador em segundo plano.

2# POP-UPS INDESEJADOS

Entre as consequências mais desagradáveis de malware estão pop-ups frequentes ou barras de ferramentas desconhecidas. Fecha o programa e ativa o teu software anti-malware instantaneamente se algum site ou barra de tarefas aparecer do nada. Então, quando vires um pop-up que diga algo como “PARABÉNS, VOCÊ VEZ GANHOU UM iPhone GRÁTIS, etc. Não toques nele. Qualquer que seja o prémio grátis que o anúncio ofereça-te, vai-te custar muito dinheiro.

3. NOTARÁS UMA DIMINUIÇÃO DO ESPAÇO EM DISCO.

Isto pode ser causado pelo bundleware, um enorme malware escondido no teu disco rígido.

4. SISTEMA CONGELA OU FALHA

Certos vírus podem congelar ou falhar o teu sistema, enquanto outros causarão uma falha ao consumirem demasiada memória ou ao aumentarem a temperatura do CPU. O consumo excessivo de CPU durante um período de tempo prolongado pode indicar a presença de malware.

5. SPAM

Certos malwares espalham-se através do envio de emails ou mensagens de texto para os contactos dos utilizadores. Aplicações seguras de mensagens podem ajudar a manter as tuas conversas a salvo de olhares curiosos.

6. SEM ACESSO AOS TEUS FICHEIROS/RANSOMWARE

É um sinal de que foste atacado com um resgate. Os hackers dão a conhecer a sua presença colocando uma nota de resgate no teu computador ou alterando o fundo do teu ambiente de trabalho para uma nota de resgate. Os criminosos normalmente avisam os clientes que os seus dados foram bloqueados e exigem um pagamento de resgate em troca do desbloqueio dos seus ficheiros na mensagem.

Prevenção contra Malware

O malware pode ser evitado de várias formas. Os utilizadores podem instalar software anti-malware para proteger os seus computadores pessoais. O malware pode ser evitado sendo cuidadoso ao usar computadores ou outros dispositivos pessoais. Isto envolve não descarregar ficheiros de endereços de e-mail invulgares que possam conter malware disfarçado de um ficheiro genuíno; tais e-mails podem até fingir ser de empresas reais, mas usar endereços de e-mail não autorizados.

O software Antimalware deve ser atualizado regularmente, uma vez que os atacantes estão sempre a adaptar-se e a desenvolver novas formas de contornar as proteções de segurança. Os fabricantes de software de segurança reagem através da emissão de atualizações que resolvem as falhas. Os utilizadores que não atualizarem o seu software podem perder com um patch, deixando-os abertos a um ataque que poderia ter sido evitado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.