A máscara é para ser usada sempre que se sais à rua. Diz a Direção Geral da Saúde (DGS) que esta proteção deve ser utilizada nos transportes públicos e em espaços fechados onde estejam várias pessoas, como por exemplo, escolas e creches, hospitais, serviços de atendimento ao público ou lojas.

Deves ter em atenção que a máscara não substitui a viseira, nem vice-versa, porque são duas coisas diferentes. A máscara protege o teu nariz e boca do contágio através das gotículas (dos espirros, tosse ou mesmo da fala). A viseira, como o nome indica, protege a visão, além de funcionar como um complemento à máscara. Para além disso, serve de protecção aos olhos e de barreira para que não leves as mãos à boca, aos olhos ou ao nariz.

Precisas de uma máscara?

Na televisão, nas redes sociais, nas farmácias ou nos supermercados vemos muitos tipos de máscaras. Face a isto, como sabemos qual é a melhor? A que vemos os médicos usar ou a que uma amiga publicou nas redes sociais, feita de pano com um padrão divertido? Vamos ajudar-te a conhecer os principais tipos de máscaras para poderes fazer a escolha acertada.

Máscaras cirúrgicas

As máscaras  cirúrgicas prendem-se com elásticos, são feitas de polipropileno e têm três camadas: uma camada exterior colorida, que repele água, sangue ou fluídos corporais; uma intermédia, que filtra agentes patogénicos; e uma interior branca, que absorve água, saliva e transpiração. Embora cumpram o objectivo, só podem ser usadas uma única vez, durante o máximo de quatro horas e sempre que se encontrem húmidas, porque começam a perder as suas qualidades. Isto torna também a sua utilização cara. Imagina que usas só nos transportes públicos, cinco dias por semana e vais precisar de uma para a ida e outra para a volta do trabalho, irás gastar muito dinheiro ao comprá-las. Estas máscaras encontram-se normalmente nas farmácias mas actualmente também as podes encontrar em supermercados ou mesmo no OLX.

Máscaras profissionais (FFP2, FFP3 ou N95)

As máscaras profissionais (FFP2 e FFP3, segundo a designação europeia, ou N95, nos EUA), são as que vemos serem usadas pelo pessoal médico. Estas máscaras têm uma enorme capacidade de filtrar e reter partículas. Algumas parecem bicos de pato, outras têm uma válvula que serve de respirador que ajuda a prolongar a vida útil da máscara. Estas máscaras, tal como as cirúrgicas, também são descartáveis e são recomendadas para quem está em contato direto com pessoas com doenças infectocontagiosas.

Máscaras sociais ou comunitárias

As máscaras sociais que são feitas em tecido e até podem ser costuradas em casa. Mas, cuidado! O ideal é que assegurem, no mínimo, 70% da filtração, senão é um mero pano decorativo que trazes no rosto, correndo o risco de contaminação pela covid-19. Antes de aderires a modas e comprares uma máscara, certifica-te que esta tem o selo do Centro Tecnológico das Indústrias do Têxtil e do Vestuário (Citeve), a entidade que foi autorizada pela DGS para certificar as máscaras.

Além do selo, a máscara deve trazer também um folheto informativo sobre a utilização e lavagem, pois ao contrário das cirúrgicas e profissionais, estas podem ser reutilizadas após lavagem na máquina, preferencialmente, a 60º.

No entanto, tem em atenção o número de vezes que podes utilizá-la porque após algumas utilizações podem perder o efeito de barreira que se pretende com o seu uso. Muitos anunciantes e profissionais do OLX estão a vender este tipo de máscaras. Encontra a tua aqui.

Estes são os cuidados que deves ter ao usar máscara

Depois de escolhida a máscara que vais utilizar, é tempo de saberes como usá-la. É importante que o pano cubra a face do nariz ao queixo e que se ajuste bem ao rosto para que não caia, nem entre nada indesejável. No caso das máscaras cirúrgicas deves coloca-las com o lado branco voltado para a cara. Mas, atenção, a máscara deve permitir-te respirar.   

Antes de a colocares, lava bem as mãos com água e sabão ou desinfeta-as com gel à base de álcool. O mesmo para quando quiseres tirá-la. Nessa altura, há que evitar tocar na parte da frente da máscara porque o risco de transmissão é maior se a tirares pela frente. Em vez disso, retira-a a partir da parte de trás, segurando nos atilhos ou nos elásticos para não tocares na cara e lava ou desinfeta imediatamente as mãos. Se for descartável, deita-a fora para um caixote com tampa; se for de pano, lava-a após a sua utilização

Entre o momento que a pões e a tiras, mantém-a sempre posta, evitando mexer-lhe, pôr o nariz de fora ou puxá-la completamente para o queixo. Lembra-te que esta não é decorativa, mas que serve para te proteger. Por isso, não a baixes para falar ao telemóvel ou para fumar um cigarro.

Não te esqueças que, embora a máscara seja uma medida de proteção, não é 100% eficaz. Por isso, mantem o distanciamento social e evita cumprimentos que impliquem contacto físico, como os passou-bem ou os beijinhos. Fazem ainda parte das regras de distanciamento social a higiene das mãos e a etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando se tosse ou espirra, usa um lenço ou o braço; deita o lenço no lixo e lava as mãos sempre que te assoas, espirras ou tosses.

Por fim, lembra-te que ao usares máscaras estás não só a proteger-te mas a evitar a propagação desta pandemia por mais pessoas. Para além disso,  quem não usar pode ser multado num valor que pode chegar aos 350€.

Com as últimas orientações do governo relativamente ao uso generalizado de máscaras por toda a população, o OLX voltou a permitir a venda generalizada de máscaras e artigos relacionados com a proteção individual.

 Podes encontrar no OLX os seguintes artigos de protecção:

Continuas com dúvidas?

Consulta os seguintes links úteis:


Próximas leituras:

A tua casa está a afundar-se em pó? Estes aspiradores vão-te salvar!
Descobre que fatores deves ter em conta quando procuras aspiradores e qual …
7 livros de viagem para descobrires outros locais sem sair do sofá
Os livros de viagem são os nossos melhores amigos na hora de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *