A ideia de que Portugal é um país onde se vive com frio, mesmo dentro de casa, é bem real. Para além de desconfortável, esta situação pode conduzir a sérios problemas de saúde. Para contrariar esta realidade, é necessário escolher o sistema de aquecimento mais adequado a cada caso, casa e orçamento. Das salamandras aos recuperadores de calor, fica a conhecer os prós e contas de cada solução e qual o mais eficiente e económico para ti.

1. Ar condicionado

sistema de aquecimento ar acondicionado

O ar condicionado é um sistema de aquecimento indicado para aquecer divisões específicas. É rápido e silencioso, fácil de utilizar, regula a temperatura no verão e inverno, e alguns dos modelos mais recentes atingem elevados níveis de eficiência.

Como desvantagens, importa referir que o ar que este sistema gera é seco, não sendo o mais adequado para pessoas com problemas respiratórios e de mucosas. Tem também um custo elevado associado, desde a instalação à sua manutenção regular. Por fim, pode ser desconfortável para quem não gostar de ter o ar sempre em movimento. A nível energético, não é a opção mais económica para uma utilização intensiva.

Artigo relacionado: Como poupar no consumo de ar condicionado

2. Aquecedor a óleo

Os aquecedores a óleo são um dos sistemas de aquecimento mais escolhidos para utilizar em espaços pequenos ou médios. Não exigem instalação (basta a ligação normal à corrente) e são portáteis, o que os torna muito úteis para aquecer diferentes divisões da casa. Outra vantagem é a rapidez com que aquecem e, uma vez desligados, conseguem manter o calor residual por algumas horas.

Este sistema de aquecimento é uma opção moderadamente económica, se for escolhido um modelo com excelente eficiência energética. Caso contrário, tornam-se grandes consumidores de energia, principalmente para quem precisa de os ter ligados constantemente.

3. Aquecedor a gás

Este sistema de aquecimento é indicado para espaços amplos, como salas ou quartos grandes. Dividem-se em três grandes tipos de soluções, cada um com as suas especificidades. Os chamados modelos de chama azul apresentam maior rendimento. Já os aquecedores catalíticos oferecem maior segurança e são indicados quando há crianças ou animais por perto. Por fim, os radiantes possuem uma maior potência (e consumo) e são a escolha certa para áreas grandes. Em qualquer dos casos, estão disponíveis em diferentes potências, dimensões e até cores e designs.

No entanto, os aquecedores a gás têm várias desvantagens, sendo o mais óbvio o elevado preço inicial. Para além disso, a maioria tem um peso bastante considerável que, apesar de portáteis, não são tão práticos de transportar. Por fim, muitos modelos exigem botija de gás, o que obriga à compra deste recurso adicional.

Artigo relacionado: Os melhores desumidificadores que podes encontrar no OLX

4. Termoventiladores

Os termoventiladores são uma opção barata, portátil e sem grandes complicações para instalar. São potentes e conseguem aquecer rapidamente uma pequena divisão. No entanto, este equipamento que faz circular pó e substâncias similares, que podem agravar a situação de saúde de pessoas propensas a alergias, asmáticos ou com problemas respiratórios.

Também é uma opção que oferece uma menor eficiência energética, logo, representa mais custos ao final do mês. Por fim, alguns modelos desde sistema de aquecimento não são adequados a utilizar em ambientes húmidos ou com água, como é o caso das casas de banho.

5. Convetores

Os convetores são um sistema de aquecimento simples de instalar, leve e portátil. Ao contrário dos termoventiladores, são potentes e conseguem gerar mais calor. São uma opção popular e conveniente, silenciosa, e permitem que o calor se espalhe rapidamente pela divisão.

Os convetores podem funcionar a gás ou a eletricidade, sendo estes últimos mais práticos de instalar e funcionam em qualquer local com acesso a tomadas. É ainda possível combinar vários convetores de uma casa num único sistema e geri-los de forma integrada.

Apesar das vantagens, este sistema pode ser responsável por causar alergias em pessoas com doenças respiratórias. Tem também um impacto no consumo de energia mensal, que pode ser mais ou menos significativo, de acordo com a sua eficiência e modo de utilização.

Artigo relacionado: 5 melhores aquecedores elétricos para os dias frios

6. Lareiras

A lareira é um dos sistemas de aquecimento mais tradicionais, com grande eficácia na hora de aquecer um ambiente, com calor que se estende rapidamente. Além de tornarem os espaços mais acolhedores, também contribuem como elementos decorativos.

A vantagem mais óbvia, é o facto de não interferir com a conta de eletricidade. A desvantagem é a necessidade de abastecimento com lenha e o risco de segurança que comportam, principalmente com crianças e animais por perto.

7. Lareiras elétricas

Lareira elétrica com control remoto

As lareiras elétricas são práticas e amigas do ambiente, unindo o melhor da lareira tradicional com o aquecedor, dispensando a necessidade de lidar com lenha, acendalhas, fósforos e até com o lixo provocado por cinzas ou com o fumo resultante do uso da lareira.

Podem ser instaladas em qualquer parte da casa, sem exigir obras, uma vez que basta ligar a uma tomada e existem modelos de embutir na parede ou portáteis. O consumo é equiparado ao de um ar condicionado.

8. Biolareiras

Mulher na sala com biolareira

As biolareiras são uma alternativa ecológica e recorrem ao etanol, uma fonte de combustão limpa que não produz fumo, cinza, odores ou químicos nocivos. Podem ser instaladas em qualquer lugar, sem ligação a gás ou tomada elétrica, geram uma chama natural, cujo fogo demora apenas alguns minutos a surgir.

É ainda possível ajustar a força da chama com o movimento da tampa que controla o acesso do ar à combustão. Em média, 1 litro de bioetanol dura entre 4 e 8 horas, de acordo com a força da chama pretendida. Esse litro é vendido por cerca de 12€, ou seja, tal traduz-se num custo médio de 2 euros por hora de utilização.

Artigo relacionado: Como funciona uma biolareira?

9. Salamandras

As salamandras são um sistema de aquecimento com um elevado valor calorífico. Com recurso a lenha ou pellets, são uma excelente alternativa e existem em vários estilos que conjugam facilmente com qualquer decoração. É uma opção ideal para casas pequenas, onde apenas é necessário aquecer algumas zonas e para uso frequente. São económicas e seguras, apesar da subida dos preços dos pellets.

Apesar das suas vantagens, é de referir que este sistema de aquecimento exige uma instalação profissional, requer limpeza regular, e compra frequente de pellets.

Artigo relacionado: Como escolher a melhor salamandra

10. Recuperadores de calor

Os recuperadores de calor são um sistema de aquecimento eficaz, sendo que uma das suas principais vantagens passa pelo reaproveitamento do calor produzido. Pode utilizar-se lenha ou pellets como combustível, e apresentam níveis de emissão de CO2 inferiores às lareiras tradicionais.

O investimento num recuperador de calor é, inicialmente, elevado. Contudo, observa-se uma economia a longo prazo, graças à sua eficiência. A manutenção e limpeza são algo exigentes e devem ser realizadas regularmente para garantir a sua segurança e bom funcionamento. Alguns modelos podem, ainda, produzir barulho enquanto estão a ser utilizados.

11. Aquecimento central

O aquecimento central é um dos sistemas de aquecimento mais completos, confortáveis e eficientes. Aumentam a temperatura ambiente e reduzem a humidade presente no ar. Em termos de saúde e segurança, é um dos sistemas mais indicados, sobretudo para as pessoas com problemas respiratórios e alérgicos. O ar fica todo à mesma temperatura em toda a casa, sem estar em movimento e sem qualquer ruído.

A desvantagem é o investimento necessário para a sua instalação e o consumo de energia que representa. No entanto, a longo prazo é mais eficiente do que outros sistemas de aquecimento individualizados, tal como o ar condicionado ou os aquecedores a óleo ou elétricos. De referir que a casa tem de estar preparada para receber este sistema a gás, caso contrário, obriga a obras.

Artigo relacionado: Como preparar a casa para o inverno?

Para aproveitar as vantagens associadas a qualquer um destes sistemas de aquecimento, é importante combinar o equipamento escolhido com outros recursos, tais como trocar as cortinas comuns por um blackout e aplicar um bom isolamento térmico nas portas e janelas. Encontra no OLX vários sistemas de aquecimento a preços incríveis e torna o teu inverno mais acolhedor.


Próximas leituras:

Salamandra a pellets ou a lenha: qual a melhor opção?
Existem diferenças importantes entre a salamandra a pellets e a lenha. Conhece …
Steam Deck: vale a pena comprar esta consola?
Descobre tudo sobre a consola Steam Deck e confirma se vale a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *