A meditação tem benefícios para a tua qualidade de vida e bem-estar. Remonta a tradições antigas orientais, mas encontra-se já bastante difundida no ocidente. Com a prática, é possível melhorar a concentração e obter um controlo superior dos pensamentos e das emoções.

Benefícios da meditação

  • Tratamento da depressão;
  • Controlo de stress, ansiedade e nervosismo;
  • Auxílio no controlo da pressão alta;
  • Maior controlo da glicemia no caso da diabetes;
  • Apoio no tratamento de distúrbios alimentares ou transtornos obsessivo-compulsivos;
  • Melhoria da qualidade do sono;
  • Aumento da criatividade, calma e paciência;
  • Aumento do foco e produtividade.

A meditação é para todos?

Meditar é uma forma de refúgio: da vida apressada, do piloto automático e do stress do dia-a-dia, com a vantagem de ser possível praticar a meditação em qualquer lugar, seja no quarto, sala ou trabalho.

Existem, porém, vários tipos de meditação e todas elas são válidas. A meditação é para todos, embora devas procurar a que te faz sentir mais confortável.

5 tipos de meditação que podes praticar

1. Mindfulness – Atenção Plena

Este tipo de meditação surgiu no ano de 1979. O intuito da prática é a consciência plena, sendo o foco no corpo do praticante, nas suas sensações e na sua respiração. 

É indicado para reduzir os níveis de stress e para quem pretende viver de forma plena e mais consciente. Podes praticar durante 1 minuto apenas ou durante o tempo que te fizer sentir confortável; através da prática formal, onde te preparas para uma sessão, ou informal, através de atividades do teu quotidiano.

O mindfulness é recomendado pelo serviço nacional de saúde britânico

2. Transcendental

Este estilo surge em 1950 e tem como objetivo encontrar o mais profundo “eu” de cada um. O objetivo passa por ativar os reservatórios de energia, criatividade e inteligência que existem dentro de nós.

É uma meditação que também não envolve crença ou religião e, com a prática, podes reduzir desequilíbrios internos – emocionais ou físicos. É uma meditação indicada para quem pretende reduzir os níveis de stress ou de ansiedade.

Esta prática deve ser iniciada com o apoio de um instrutor profissional, sendo um exercício indicado para a frequência de 15 a 20 minutos, duas vezes ao dia. Deves escolher um local confortável, sentar-te e fechar os olhos, para obteres uma maior concentração e foco.

3. Vipassana

Vipassana significa “visão clara” e tem como objetivo melhorar a concentração. Esta meditação remonta há mais de 2 mil anos, criada por Buda. Em suma, a intenção desta prática é mostrar-nos as coisas tal e qual elas são, sejam relações, objetos, sensações ou sentimentos.

É necessário focar na conexão entre mente e corpo e, através desta meditação, o objetivo é alcançar o estado de mente equilibrada. É considerada uma via para um caminho de transformação através da auto-observação.

4. Zazen

“Za” de sentar-se e “Zen” de estado de meditação, a técnica é muito comum nos países asiáticos, especialmente no Japão. Tal como o nome indica, a prática ocorre sentada, em três posições específicas.

A meditação Zazen exige que o praticante esteja imóvel durante a práticas, com a coluna reta e olhos entreabertos em direção ao chão. O foco é na respiração, na sua velocidade, intensidade e consistência, mantendo a mente totalmente livre e vazia.

5. Qigong

Esta prática surgiu na China há milhares de anos, com o objetivo de equilibrar o Chi (energia vital). Para tal, entre outros exercícios, os praticantes meditam.

Com foco num ponto específico do nosso corpo, localizado um pouco abaixo do umbigo, o dantian, pretende-se o equilíbrio. Este é considerado o ponto de energia vital do corpo.

Este tipo de meditação fortalece o corpo e a mente. Atualmente é possível praticar Qigong (ou Chikung) em aulas, inclusive online. Basta que procures um instrutor profissional para começares a dar os primeiros passos.

Coloca em prática dois exercícios da meditação mindfulness

Exercício de prática informal simples

Na próxima vez que escovares os dentes, certifica-te de que não serás interrompido e que tens esse momento apenas para ti. Começa por prestar atenção à forma como pegas na escova dos dentes, a seguir na pasta e na forma como colocas a pasta na escova. 

Em frente do espelho, observa como começas a escovagem. Se da direita para a esquerda ou ao contrário, se primeiro pela dentição superior ou inferior. Nota as expressões faciais que fazes durante essa atividade. Observa as sensações que a pasta te provoca e como te sentes no fim da lavagem.

Sentes uma frescura? A pasta é forte? Parece que respiras melhor? Este é apenas um exemplo que podes praticar a qualquer tarefa de casa ou a caminho do trabalho. O foco é a atenção plena e estar consciente no momento.

Exercício de prática formal – 3 minutos

Num local sossegado, senta-te ou deita-te confortavelmente. É importante que mantenhas uma postura correta. A respiração, com os seus movimentos e sensações, vão ser o ponto de apoio para manteres a tua atenção, o teu foco, funcionando como uma âncora da atenção.

É comum que pensamentos invadam a tua mente, mas quando isso acontecer, a ideia é perceber que aconteceu e, suavemente, levar a atenção de volta para a respiração. Isto pode acontecer mais do que uma vez, e deves seguir o mesmo procedimento as vezes que forem necessárias.

Como fazer da meditação um hábito

Para realmente verificares os benefícios da meditação, deves praticar com regularidade. Alguns tipos de meditação surgem com a recomendação de 30 minutos, duas vezes ao dia.

Por outro lado, no caso da meditação mindfulness, o tempo que dedicas em cada exercício pode começar apenas em alguns minutos e aumentar gradualmente, para obteres o máximo de benefícios. Será mais importante que a pratiques diariamente, do que durante muito tempo e sem uma frequência certa.

É necessário material para começar a meditar?

Se reduzirmos a questão à obrigatoriedade de ter material específico para meditar, a resposta é que não necessitas. Contudo, pequenas coisas podem tornar a tua prática de meditação mais confortável e, consequentemente, vai fazer com que tenhas uma maior motivação.

Itens que te vão ajudar a implementar a prática da meditação no teu dia a dia

  • Tapete: Um tapete adequado permite que possas meditar sentado ou deitado.
  • Toalha: Se te faltar o tapete, usa uma toalha ou manta para te proteger de um chão frio ou irregular. Lembra-te, o conforto é importante para que realizes a prática sem interrupções.
  • Almofada: As almofadas de meditação permitem adotar uma postura estável e mais confortável, permitindo elevar a anca e que os joelhos toquem no chão.
  • Leggings: Se não estiveres roupa adequada e confortável, a certa altura a roupa vai começar a incomodar-te a meio da meditação. As leggings costumam ser muito confortáveis.
  • Saco de treino: Para ires de férias ou simplesmente para um parque relaxar e meditar, um saco de treino vai ser útil para levares tudo o que precisas para criar um momento só teu.
  • Livros: Não precisas de livros para praticar, mas uma leitura sobre os diferentes tipos de meditação que existem ou sobre um em específico que até já tenhas escolhido, vai permitir-te aprofundar conhecimentos.
  • Colunas Bluetooth: Para que possas colocar uma música ambiente que te ajude a relaxar. Também podes usar para fazeres meditações guiadas através de áudios com as tuas gravações favoritas.

Ainda podes ver quais são as melhores colunas aqui

Experimenta já hoje os exercícios que partilhamos contigo e traz os benefícios da meditação para a tua vida. Ganha qualidade de vida e saúde através das práticas, e conta com o OLX com o que precisares, para poderes meditar em qualquer lugar.


Próximas leituras:

Vais viajar? Vê como fazer a mala de viagem
Reunimos as dicas essenciais sobre como fazer a mala de viagem, seja …
5 malas de viagem por menos de 50€
Fazer a mala é o primeiro passo da aventura. E comprar uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *