Da varanda diretamente para o prato. Consegues imaginar a sensação de poder plantar, colher e usar as tuas próprias ervas aromáticas e outros vegetais? Para quem não vive no campo pode parecer uma realidade muito distante, mas acredita que ter uma horta em casa é possível, até mesmo em apartamentos pequenos.

Só precisas de reunir os materiais certos, escolher as plantas mais indicadas e de alguma paciência.

3 razões para começares hoje a criar uma horta em casa

A lista de vantagens de ter uma horta em casa é longa, mas decidimos escolher as 3 principais razões para começares hoje:

1# Poupas uns trocos ao final do mês

Criar uma horta em casa é muito simples e barato. Com um pouco de imaginação, os materiais certos e as nossas dicas consegues criar uma horta caseira que te permite poupar dinheiro nas compras do supermercado, desde especiarias aos vegetais e legumes.

Descobre como fazer compostagem caseira

2# Consegues adotar um estilo de vida mais saudável

Já deves ter ouvido que tudo o que é caseiro é muito melhor. A verdade é que ao teres a tua própria horta em casa podes confirmar que não há aditivos, conservantes e outros químicos que podem não ser tão boas para a tua saúde. Além disso, pode até ser o incentivo que precisas para adotares um estilo de vida mais saudável, começando pela alimentação.

3# Podes explorar e criar refeições deliciosas

As ervas aromáticas que plantares, por exemplo, vão permitir-te criar pratos divinais e vão encher a tua cozinha com aromas deliciosos. Vão dar mais tempero à tua vida.

Como criar uma horta em casa: guia passo a passo

1# Define um espaço para criares a tua horta

Quanto espaço tens em casa para criares a tua hora? Não precisa de muito: um jardim, uma varanda, um quintal, um pátio, uma marquise ou apenas as janelas da cozinha são suficientes para começar.

2# Escolhe as soluções para plantar

Mesmo em espaços pequenos é possível criar uma horta em casa. Existem várias soluções que te permitem ajustar a horta mediante o espaço que tens, nomeadamente:

Além do espaço, também deves ter em conta o tipo de plantas que vais querer ter na tua horta. Por exemplo, as ervas aromáticas têm raízes grandes, por isso, deves optar por canteiros, vasos ou floreiras com maior profundidade.

A forma como as plantas precisam de ser regadas também deve pesar nesta equação. Se uma planta em particular precisar de ser regada através de água num prato, para ir “bebendo” à medida que necessita, obriga-te a escolher vasos ou canteiros com furos por baixo e com o tal prato.

3# Seleciona o que queres ter na tua horta

A quantidade de sementes e plantas que podes ter na tua horta em casa é muito maior do que possas imaginar. Tomate, tomilho, alface, salsa, batata, couve-coração a crescer na tua horta em casa são algumas das opções.

Deves ter sempre em conta o espaço que tens, a tua própria rotina, necessidades e gostos pessoais. Deixamos-te algumas sugestões:

  • Salsa – É perfeita para sementar entre março e agosto, adora solos húmidos e luz q.b., ou seja, gosta de estar dentro de casa e à janela, mas sem muito sol direto. 
  • Coentros – Devem ser plantados durante as estações mais quentes do ano, mas preferem estar dentro de casa, com a luz que entra pela janela. Exigem regas regulares e devem ser plantadas em solos húmidos.
  • Manjericão – O manjericão pode ser plantado entre os meses de maio e setembro. Tal como os coentros, gosta de solos húmidos, regas frequentes e de estar dentro de casa, à janela.
  • Tomilho – Gosta do ar livre e de sol direto. Só tens de o regar quando verificares que precisam de água, pois dá-se bem em solos mais ou menos húmidos. O período ideal para plantar vai de abril a agosto.
  • Alecrim – Não gostam de temperaturas muito baixas, por isso garante que plantas nos meses mais amenos ou quentes do ano. Deves regar com mais frequência enquanto a planta é jovem; em adultas aguentam bem as secas. Podes fazer a colheita logo após 3 meses.
  • Brócolos – São perfeitos para plantar em espaços mais reduzidos, contudo necessitam de um clima ameno para se desenvolverem melhor e requerem uma manutenção mais exigente. Deves plantar os brócolos em solos ricos e ir adubando regularmente. Se não tens muito tempo, experiência ou paciência, talvez não seja a melhor planta para a tua horta em casa. Podes colhê-los entre 60 a 100 dias depois de os plantares.
  • Cenoura – As cenouras têm de ser plantadas em recipientes profundos e espaçosos pois têm raízes extensas. O plantio deve ocorrer em dias mais amenos e a colheita após 2-4 meses.
  • Alface – Podes cultivar alface durante todo o ano. Demora cerca de 10 semana a nascer na primavera/verão.
  • Tomates-cereja – Devem ser plantados na primavera e a colheita pode ser feita logo após 60-70 dias depois de plantares. É possível que precises de um pau ou estaca para suportar a estrutura da planta.
  • Morangos – Gostam de ser plantados em recipientes pequenos, uma vez que não têm raízes profundas. Deves plantá-los em dias mais amenos e colhê-los apenas quando estiverem maduros, cerca de 70 dias depois do plantio.

4# Rega as tuas plantas… mas sem exagerar

Depois de teres a tua horta em casa finalizada, é hora de regar as plantas. Mas é preciso ter muito cuidado. Caso não saibas, a rega, tanto a mais como  a menos, é um dos principais motivos que fazem com que a missão de manter uma horta em casa seja um fracasso.

Para evitares que as raízes das plantas acabem por morrer por terem água a mais, podes recorrer às pedras de argila, que ajudam a absorver a água em excesso. Ou então, deves optar por vasos de barro que também fazem o mesmo efeito.

O melhor é optares por vasos com furos na base para colocares a água no prato e as plantas absorverem apenas o que precisam.

5# Iluminação e temperatura

As plantas são como as pessoas: cada uma tem a sua identidade, necessidades e preferências. Por isso, deves ter em atenção a iluminação que cada planta necessita e as temperaturas que as ajudam a desenvolver-se melhor.

As hortaliças, por exemplo, necessitam de pelo menos 5 horas de luz solar por dia e não suportam temperaturas muito baixas. O tomilho e o alecrim tanto suportam o calor como o frio, mas a salsa e o manjericão preferem ficar resguardadas do sol.

Explora e estuda em detalhe as características e exigências de cada planta que desejas ter na tua horta em casa.

Banner com texto "Encontra tudo no OLX" e botão para o site.

Como podes ver, ter uma horta em casa é muito mais simples do que imaginavas. Com muito ou pouco espaço, com mais ou menos tempo (ou dinheiro), podes plantar as tuas próprias especiarias, hortaliças ou até fruta. Só precisas de seguir as dicas que partilhamos e ter um bocadinho de paciência.

Vais ver que à medida que vais praticando e ganhando mais experiência, a tua horta vai começar a crescer de dia para dia. Agora é hora de pôr as mãos na terra. Diverte-te!


Próximas leituras:

Como reutilizar garrafas de plástico
Sabias que podes proteger o ambiente e, ao mesmo tempo, desenvolver a …
Garrafas reutilizáveis: o primeiro passo para cortar no plástico
O consumo de plástico é um problema global com uma solução individual. …

Um comentário a “7 dicas para criares a tua própria horta em casa”

  1. Sandra Silveira diz:

    O vosso blog é simplesmente fantástico. Os temas são interessantes e a escrita feita de forma organizada e de fácil leitura, o que me levou a ler até ao fim, o que raramente acontece comigo. Achei tbém interessante ler sobre o Slow Cooker, imprescindível na minha cozinha mas pouco conhecido em Portugal. Parabéns! Vou partilhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *