Se tens uma forte vontade de te livrar de todos os excessos e pesos na tua vida, aproximar-te da paz, tranquilidade e claridade, o minimalismo pode ser o que procuras. Um estilo de vida minimalista leva-te a uma vida de maior simplicidade, para que te concentres apenas no essencial.

Com o tempo, acabamos por acumular várias coisas das diferentes fases da nossa vida. São os livros, cadernos, roupas, sapatos e objetos vários, no fundo da gaveta ou em caixas que raramente abrimos.

Estás farto desse amontoado de coisas que não te deixam usufruir em pleno da tua casa? Para, respira um pouco e confere estas 7 dicas para adotares um estilo de vida minimalista.

Como adotar um estilo de vida minimalista

1# Limpeza e triagem

Não se trata de apenas deixar os espaços limpos e organizados. Tira tudo o que tens dentro dos armários e gavetas, um a um. Seleciona o que te serve e o que está em bom estado. O que ficar de fora já está um passo mais perto de deixar de fazer parte da tua vida.

Daquilo que ainda te serve e está em bom estado, faz dois montes: aquilo que pretendes usar e que ainda faz parte do teu estilo, e aquilo que está bom, mas que já não combina contigo. O que não fizer sentido usares, coloca à venda no OLX e promove a economia circular.

Tratada a roupa, sapatos e outros acessórios, está na hora de passar aos objetos que vamos acumulando na decoração da casa ou que são uma recordação de algum momento vivido. Dá uma volta pela tua casa, vê possíveis objetos que já não fazem sentido e aqueles que podem ser guardados de outra forma.

Armários arrumados e com poucos objetos visíveis, vão proporcionar um ambiente mais tranquilo. Considera se vale a pena oferecer objetos que já não usas a algum amigo ou familiar. Aquilo que não comportar algum sentimento ou emoção, avalia-o e coloca-o à venda para ganhares algum dinheiro.

Quanto podes ganhar ao vender coisas usadas?

2# Organização e funcionalidade

Quando descartares aquilo que já não te é útil ou não te faz falta, vais ficar com a sensação de que as áreas da tua casa aumentaram e de que os armários têm maior profundidade.

Para além da limpeza, deves ter presente que um estilo de vida minimalista conta com arrumação, organização e funcionalidade. O objetivo é guardar as coisas de forma que seja fácil chegar até elas e que estejam acessíveis a qualquer morador da casa.

Podes começar por organizar consoante um critério que te seja lógico como, por exemplo, guardar o que é de casa de banho, nessa divisão, desde produtos de higiene, a toalhas e consumíveis, como papel higiénico e outros.

Outro exemplo, para o caso de teres crianças em casa. Se têm por hábito fazer trabalhos DIY em família, então junta tudo o que têm de papelaria num só sítio, perto de onde costumam brincar. Simplificar faz parte de um estilo de vida minimalista.

Cria um armário cápsula sustentável

3# Redução e escolhas seletivas

Para atingir estilo de vida minimalista não basta reduzir na quantidade de coisas que temos para nós ou para a nossa casa. Muitas vezes pagamos por vários serviços ou produtos que, no fundo, não chegamos a utilizar.

Evitar estes consumos excessivos não significa deixar de usufruir de um programa diferente, deixar de ter momentos de lazer ou assumir um pacto de pobreza. Longe disso. Significa perceber o que nos é essencial e viver com isso.

4# Consumo consciente

De nada adianta destralhar e tentar seguir um estilo de vida minimalista se, depois, não mudamos os nossos hábitos de consumo. Adotar este estilo de vida faz-nos avaliar o que realmente é importante ter nas nossas vidas.

Viver com mais simplicidade leva-nos a uma reflexão sobre o excesso de coisas materiais que temos na nossa vida, que nos tiram tempo para tratar, limpar e organizar. Este desgaste consome energia e que por nos tornar prisioneiros das coisas que possuímos.

Antes da próxima compra pergunta-te “eu preciso mesmo disto? É realmente uma necessidade ou é um desejo?”, “eu preciso ou eu quero isto?” ou “Porque é que eu preciso disto?”. E, se acabares por comprar algo novo, implementa a regra de sair alguma coisa, sempre que outra entra. Com o desenvolver de um estilo de vida minimalista, tornas-te mais consciente e seletivo.

5# Rende-te às possibilidades tecnológicas

Atualmente existem apps para praticamente tudo. Usa a tecnologia a teu favor para te auxiliar nas tarefas de organizar tudo o que são documentos, faturas, fotografias, cartas, postais, comprovativos, lembranças e muito mais.

Para além de poupares espaço, quando guardados de forma organizada numa pasta ou disco externo, vais ter tudo sempre à mão para quando precisares.

As possibilidades tecnológicas não se resumem a descartar o papel. Isto também se aplica aos dispositivos que temos em casa. Podes, por exemplo, unir vários dispositivos num só. Se fizeres a experiência com alguns deles, podes começar logo a notar benefícios como menos aparelhos para carregar, guardar e cuidar.

Podes ter umas colunas inteligentes com múltiplas funções ou, na cozinha, um robot que pode responder a várias necessidades na hora da preparação de refeições. Para perceberes qual a influência de cada aparelho na tua vida, começa por desligá-los e identificar a falta ou necessidade fazem. Aqueles de que até te esqueceres, são oportunidades para vender em segunda mão.

10 dicas para uma casa sustentável

6# Acumula experiências

Com um estilo de vida minimalista acabas por apreciar mais as experiências do quotidiano. As relações interpessoais e as atividades que vais desenvolvendo permitem viver e experimentar coisas novas.

As experiências tornam-se mais importantes que os bens materiais. Acabam por perder o nosso entusiamo com o tempo, enquanto as experiências, como exigem uma participação nossa, acabam por ficar nas nossas memórias.

A felicidade não se compra numa loja e o minimalismo leva-nos a libertar da tendência do consumismo, para procurar essa felicidade noutro lugar, com mais clareza e propósito.

Slow Living: a arte de viver o momento

7# Trabalhar a mente e o corpo

As pessoas que seguem um estilo de vida minimalista são, geralmente, mais focadas no momento presente.

Através do mindfulness, por exemplo, podem conseguir praticar a atenção plena, aqui e agora, sendo praticável também por crianças. Outros tipos de meditação e yoga promovem um maior equilíbrio mental e são excelentes aliados a todos aqueles que pretendem alterar o seu estilo de vida. Através delas, é possível encontrar um equilíbrio emocional, aprender a dar mais valor às pequenas coisas da vida e a ser mais agradecido.

Encontra os melhores livros sobre mindfulness no OLX

Para além da mente, o corpo merece atenção. Como tal, é importante manter uma alimentação saudável, simples e equilibrada. Além disso, procura passar mais tempo ao ar livre e praticar alguma atividade física, ainda que de baixa intensidade, como caminhadas.

Com a mente e corpo em sintonia, tenta não te preocupares em demasia com o que ainda não aconteceu, nem perder tanto tempo preso a acontecimentos passados. Planeia e organiza os teus dias, a fim de evitar momentos de stress, deixando espaços vazios na agenda diária.


Próximas leituras:

Como fazer churrascos em casa sem fumo
Todos gostamos de fazer churrascos em casa mas ninguém quer a casa …
Como organizar a cozinha: 10 dicas imperdíveis
Estás cansado de arrumar e nunca ter um espaço totalmente funcional? Revelamos-te …

10 comentários a “7 truques para adotares um estilo de vida minimalista”

  1. Sandra Duarte diz:

    Obrigada OLX por este artigo.
    Gostei muito!

  2. Tania Laje diz:

    Adorei este artigo sobre o minimalismo!

    Obrigada

  3. Jorge Alberto Matos Leal diz:

    Uma boa e dinâmica ideia que em muito pouco tempo vai ser real.

  4. Paulo Soares diz:

    Eu gostaria muito viver numa casa assim e tudo farei para o concretizar

  5. Paulo Soares diz:

    Tenho já um estilo muito minimalista de viver e é bem leve e simples. Obrigado pelas dicas

  6. Fernanda Cristelo diz:

    Era de demasiada importancia o texto ter como enfoque também a questao do veganismo… estou a iniciar dentro de mim esta forma de viver – Minimalismo com muito amor… Gratidão…

  7. Maria Teresa Militão diz:

    Gostei de lêr este artijo e vou tentar seguir estes conselhos.

  8. Carla Miscelan diz:

    Bom dia. Penso que o ponto 4 deveria ser chamado “consumo consciente” e não “consuMISMO consciente”. Bom trabalho.

  9. Maria diz:

    Gostei muito, além de tudo estou a aplicar essa ideia e fazer uma limpeza em casa para ter um ambiente mais agradável

  10. Ana Travessa diz:

    Este artigo é muito útil. Continuem no bom caminho. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *