Precisas de comprar um meio de transporte e não sabes qual deves escolher? Um carro ou uma mota?

Por um lado, a mota permite-te evitar grandes tempos de espera no trânsito e chegar mais rápido a qualquer lado. Por outro, alicia-te a comodidade de um carro, que te permite viajar confortavelmente mesmo em dias de vento e chuva. Esta é, de facto, uma decisão difícil e que deve ser tomada tendo em consideração a tua atual situação financeira, profissional e familiar.

Mas não entres em stress! Neste artigo reunimos as vantagens e as desvantagens da aquisição de uma mota e de um carro, para que consigas escolher a opção mais adequada à tua situação.

Como é o dia-a-dia com uma mota?

+ Mais económico

A mota é muito económica em vários aspetos:

  • Combustível: As motas conseguem ser mais económicas que um carro a gasóleo, mesmo sendo normalmente movidas a gasolina. Comparou-se o gasto mensal, em combustível, de uma mota – uma Honda PCX125 de 2015 – com um carro a diesel – Renault Clio 1.5 dCi Dynamique – e verificou-se que, ao realizar o trajeto Lisboa-Setúbal e vice-versa, o carro consumiu 86 euros em combustível e a mota apenas 67 euros.
  • Portagens: Se nas deslocações para o emprego tens de entrar numa autoestrada, a poupança pode ser ainda maior! Quem possui uma mota com Via Verde tem direito a usufruir de um desconto nas portagens de 30% em relação à classe 1 em todas as concessões, à exceção da Ponte Vasco da Gama (Lisboa).
  • Estacionamento: No estacionamento também existe uma discrepância muito significativa para a tua carteira! Para além de uma mota ocupar muito menos espaço e ser, por isso, mais fácil encontrar um daqueles cantinhos onde só cabe um Smart, existem vários locais de estacionamento gratuito para as motas. Por exemplo, em Lisboa os motociclos não pagam estacionamento.
  • Investimento: O valor a pagar por uma mota é muito menor que o custo de um carro, sendo, por isso, possível adquirir uma mota sem ter de recorrer a crédito. Além disso, os custos associados à posse de um motociclo, como o seguro e o imposto de circulação, são também significativamente menores.

Começa já a poupar com a tua nova mota

+ Mais ágil

Filas intermináveis e buzinas para cá e para lá… quem nunca ficou preso num engarrafamento e teve uma vontade súbita de ter uma mota? Pois é, as motas também nos permitem poupar tempo! Nomeadamente o tempo que se perde quando há trânsito e o tempo que se demora à procura de um lugar para o carro.

Menos segura

As motas são mais inseguras, especialmente em dias chuvosos. A instabilidade pode causar quedas e o nosso corpo é que sofre as consequências. Por não ter uma estrutura envolvente como o carro, a mota deixa os seus passageiros mais vulneráveis em caso de acidente.

+ Mais limitada

Uma das limitações das motas é a carga que pode transportar. Se o teu objetivo é adquirir um meio de transporte que permita viajar com a família e os amigos, a mota não é solução para ti!

Além disso, poderá ser necessário adquirir uma nova carta de condução. A categoria condução B apenas permite dirigir conduzir veículos ligeiros e motociclos com cilindrada até 125 cm3. Por isso, ou compras uma mota com cilindrada inferior ou tens tirar nova carta de condução.

E o dia-a-dia com um carro?

+ Mais seguro

Quando se compara um carro com uma mota, a segurança é provavelmente o primeiro ponto de debate! Em caso de acidente os carros têm uma estrutura que protege os passageiros e outros sistemas de proteção como airbags, cintos de segurança, encostos de cabeça, coluna de direção com absorção de energia, entre outros.

Além disso, o carro promove uma condução mais estável e menos perigosa, especialmente em condições meteorológicas adversas.

+ Mais completo

Embora menos económico, o carro proporciona uma experiência mais completa. Permite-te transportar mais passageiros, conversar e ouvir rádio. Por isso, se estás a pensar em ter filhos brevemente, um carro é claramente a opção certa.

+ Mais confortável

Botas impermeáveis, capas, roupa extra na mochila, cabelo suado e medo de derrapar no asfalto são alguns dos aspetos que compõem o cenário de um motociclista quando chove. É nestes momentos que ter um carro, onde podes viajar confortavelmente, sem frio nem calor, e recostado num banco, é o paraíso. Se o conforto é um ponto indispensável para ti, o carro é a escolha mais acertada.

Mais de 10.000 carros à tua espera

– Menos económico

No entanto, um carro acarreta sempre mais custos do que uma mota. Obriga a um investimento inicial maior, normalmente com recurso a crédito, a maiores custos de manutenção – revisões anuais, Imposto Único de Circulação e seguro – e ainda a grandes despesas associadas ao estacionamento.

– Menos versátil

Com um carro não consegues chegar a todo lado. Há sempre o incómodo de dar voltas ao quarteirão para encontrar um lugar para estacionar o carro e de ficar duas horas parado no trânsito. Por isso, se a paciência não for o teu forte talvez seja melhor considerares antes a aquisição de uma mota.

Agora que tens os prós e os contras em cima da mesa, só tens de perceber a opção que melhor corresponde às tuas necessidades. Quando decidires, já sabes que podes contar com o OLX para comprar o teu novo carro ou mota!


Próximas leituras:

5 dicas para acabar com a humidade em casa
O inverno traz consigo o frio e a humidade. Se também sofres …
Dá uma segunda vida às rolhas de cortiças que tens em casa
Pronto para um novo projeto DIY? Mostramos-te 10 formas criativas para reaproveitares …

Um comentário a “Carro ou Mota: que fatores devo ter em conta?”

  1. Dina Vitorini diz:

    Onde é

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


%d bloggers like this: