Lavar a roupa, cozinhar, carregar o telemóvel, tomar banho, aquecer a casa. O que têm estas tarefas tão rotineiras em comum? Todas gastam energia! Ao todo, o custo anual pode facilmente ultrapassar os mil euros com apenas 8 atividades do dia-a-dia. Descobre qual é o teu consumo de energia e como poupar na fatura da eletricidade.

1. Consumo de energia de tomar banho: 100 €/ano

Sabias que cada minuto a mais no banho custa 10€ por ano? Ou seja, se em vez de tomares banhos de 10 minutos passares a 5, por exemplo, estás a poupar 50€. Pode não parecer muito, mas já imaginaste se encurtares os banhos para metade do tempo? E se toda a gente aí em casa fizer o mesmo?

Para poupar ainda mais energia, não basta só diminuir a duração dos banhos. É importante regular a temperatura da água entre 30ºC e 35ºC para encontrar o equilíbrio perfeito entre uma temperatura agradável da água e uma conta controlada.

Artigo relacionado: 5 dicas para tornar a casa mais eficiente

2. Consumo de usar o forno: 150 €/ano

Os fornos usam diferentes níveis de energia dependendo da temperatura para que estão configurados. Se o forno funcionar 1 hora por dia, a uma temperatura média, o custo é de cerca de 0.5€ por dia ou 150€ ao longo do ano (assumindo um custo aproximado de 0.11€/kWh e uma potência de 2400W).

Como reduzir este consumo de energia? Cozinhando os alimentos em lotes e escolhendo o método “eco” de funcionamento. Também podes optar pelo microondas, que consome menos energia do que o forno, quando for possível.

3. Consumo de carregar o telemóvel: 11 €/ano

O telefone médio usa cerca de 4 watts de energia enquanto está a carregar (o que leva cerca de duas horas) e 2,2 watts quando carregado, mas ainda está ligado à tomada. Portanto, se deixares o telemóvel a carregar toda a noite, o custo é de cerca de 0,03 € por dia ou 11€ por ano.

4. Consumo energético de lavar a roupa: 50 €/ano

Mulher a pôr a máquina de lavar a roupa

Se tiveres uma máquina de lavar roupa de 1.200 watts e se lavares roupa 5 vezes por semana, o custo é de cerca de 0.14€ por dia ou 50€ por ano.

Mas podes reduzir o consumo de energia significativamente se passares a temperatura para 30 graus e se carregares totalmente a máquina em vez de a encher só pela metade.

Artigo relacionado: Dicas para uma lavagem de roupa eficiente

5. Consumo de aquecer a casa com aquecedores a óleo: 720 €/ano

Portugal é dos países da União Europeia em que mais pessoas, quase dois milhões no total, não têm capacidade para aquecer as suas casas (19% da população em Portugal por comparação com uma média de 7% na UE-27), segundo os dados, de 2019, do Eurostat. E é fácil de perceber porquê, dados os custos associados.

Feitas as contas, o custo com eletricidade de um único aquecedor a óleo pode ser facilmente superior a 8 euros por dia. Se usares este tipo de equipamentos todos os dias durante os 3 meses mais frios do ano, o consumo anual é de 720€.

Para reduzir esta forma de consumo de energia, podes:

  • Desligar os aquecedores a óleo durante a noite;
  • Evitar colocar os aquecedores no máximo;
  • Reforçar o isolamento de portas e janelas para evitar a entrada de ar frio na habitação;
  • Substituir os vidros simples por vidros duplos que reduzem as perdas de calor para o exterior, e também o ruído.

Artigo relacionado: 5 melhores aquecedores elétricos

6. Consumo de energia de secar o cabelo: 4 €/ano

Três minutos de secagem com um secador de cabelo de 2.200 watts custam 1,2 cêntimos (a um custo por kWh de 0.11€). Este consumo de energia corresponde a pouco mais de 4 € por ano se usar o secador todos os dias.

Embora seja um custo de energia relativamente pequeno, ainda existem maneiras de gastar menos, como a substituição de modelos antigos por novas versões energeticamente eficientes e de baixa potência. Ou, em alternativa, podes optar por secar o cabelo naturalmente. A saúde do teu cabelo agradece.

7. Consumo de energia da televisão: 6 €/ano

Smart tv ligado

O consumo de eletricidade ao ver televisão depende do modelo. Com um ecrã LCD de 30 polegadas e 80 watts, duas horas diárias custam um pouco mais de 6 € por ano. O problema é que à TV estão normalmente associados outros acessórios – como a box, as colunas, as consolas e outros acessórios.

Todos estes dispositivos gastam energia, mesmo em modo standby. Portanto, do ponto de vista da economia de energia e de segurança, é sempre uma boa ideia desligar a TV da tomada.

8. Consumo de energia de ferver água: 8 €/ano

Quanto custa aquecer água para o café ou chá? Se demorares cerca de 4 minutos para ferver uma chaleira completa de 3.000 watts, o custo é de pouco mais de 8€ por ano. Mas podes reduzir a energia usada e conta anual de energia ao ferver apenas a quantidade de água necessária, em vez de encher a chaleira até cima.

Artigo relacionado: 6 melhores jarros e chaleiras elétricas no OLX

Qual o valor total? Apenas nestas 8 atividades, a conta ultrapassa facilmente os mil euros por ano! A grande fatia do consumo de energia vai para os aquecedores a óleo, mas tudo conta. Para além disso, a tendência do custo por kWh é de aumentar, por isso fica atento.

Ter visibilidade sobre estes números pode ser o primeiro passo para corrigir comportamentos e contribuir para um futuro mais sustentável.

Se estás pronto para começar a poupar, confere estas 10 dicas simples que qualquer pessoa pode seguir.


Próximas leituras:

Novo ano letivo: como poupar dinheiro e preparar tudo
Aproveita os últimos dias do verão para preparar a chegada do novo …
Conheça os incentivos à compra de bicicletas elétricas em 2022
A partir de 2022 existem também incentivos à compra de bicicletas e …

Um comentário a “Qual é o teu consumo de energia diário?”

  1. Esmeralda diz:

    Se a energia não fosse tão cara podíamos ter conforto no inverno.
    Mas infelizmente, uma grande parte das pessoas não tem dinheiro para pagar a energia.
    Essa de poupança todos nós obrigatóriamente temos de poupar .
    O dinheiro não chega para tudo.
    Os nossos governantes, e os senhores deste país , bem o desviam !
    E não há previsão para essa gente.
    Vivemos num país de ladrões.
    Vigaristas .
    E depois quem tem de poupar é quem mal tem dinheiro para comer .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.