Como escolher entre indução ou vitrocerâmica? As duas opções têm prós e contras, com características únicas que não são imediatamente visíveis. Vê como decidir neste guia.

Indução ou vitrocerâmica: prós e contras da indução

Comecemos pela indução. As placas de indução têm uma superfície envidraçada e podem até ser confundidas, à primeira vista, com uma placa de vitrocerâmica. Funcionam graças à magnetização do material do recipiente, o que quer dizer que o calor só é transmitido à superfície de equipamentos adequados.

Existem vantagens e desvantagens desta escolha. Estas são as mais importantes.

Vantagens da indução

As placas de indução são rápidas, eficientes, seguras e fáceis de limpar. 

  • As placas de indução são mais rápidas. Para quem quer cozinhar o mais rápido possível, as placas de indução são a escolha certa. Têm maior potência e permitem atingir a temperatura desejada mais depressa. Em média, são 2x mais rápidas do que uma placa de vitrocerâmica com a mesma potência.
  • Esta é a opção mais eficiente. As placas de indução apenas aquecem a parte do tacho com que estão em contacto. Se usares tachos mais pequenos do que a zona de aquecimento, não se perde energia.
  • Com uma placa de indução poupas todos os meses. O uso desta placa é mais económico, eficiente e até ecológico. Por isso, existe uma poupança na fatura elétrica todos os meses quando comparada com a opção de vitrocerâmica.
  • São mais fáceis de limpar. Como só é aquecida uma área limitada da placa, se algum líquido for derramado fora desse espaço não se queima e é mais fácil de limpar.
  • São mais seguras. Com estas placas, não existe transmissão de calor para o corpo humano que, claro, não é magnético. Muitas trazem sensores que previnem possíveis danos nos componentes, desligam a placa quando algo cai no painel e emitem um aviso sonoro.

Mas as placas de indução também têm algumas desvantagens a considerar.

Desvantagens da indução

Na escolha entre indução ou vitrocerâmica, o preço da placa é sempre um fator de decisão importante. Esta é a principal desvantagem da indução, mas existem outros:

  • São necessários recipientes próprios. Nesta placa é necessário utilizar equipamentos adequados, como panelas, tachos e frigideiras que devem conter materiais magnéticos como ferro, cobalto ou níquel.
  • Existem limitações na instalação. Deves certificar-te de que tens uma banca de 30 ou 40mm, sem silicone. Podes instalar uma placa de indução por cima de fornos ventilados, mas não sobre outros eletrodomésticos. Considera ainda um espaço mínimo de 5mm para saída de ar, desde o fundo da bancada, na abertura frontal e traseira.
  • O preço inicial é mais elevado. As placas de indução podem ser mais dispendiosas do que as vitrocerâmicas convencionais. Custa quase o dobro de uma placa vitrocerâmica de potência equivalente. Em teoria, deverás começar a ver um benefício a partir dos dois anos de utilização.

Indução ou vitrocerâmica: prós e contras da vitrocerâmica

Passemos agora às placas de vitrocerâmica. Estas placas foram desenvolvidas para oferecer uma grande liberdade na cozinha, a um preço mais em conta do que as de indução. No entanto, essa poupança diminui com a passagem do tempo. Descobre as principais vantagens e desvantagens desta opção.

Vantagens da vitrocerâmica

Ecológica, segura, flexível e barata, a placa de vitrocerâmica tem várias vantagens. Estas são algumas das mais importantes:

  • É a opção mais barata, no momento da compra. O custo inicial da placa de vitrocerâmica é inferior ao da de indução. Custa cerca de metade do preço de uma placa de indução equivalente.
  • As placas de vitrocerâmica são um excelente upgrade aos fogões de gás. Para quem usa um fogão a gás, esta é uma alternativa mais segura porque não depende do gás. Esta característica também a torna mais amiga do ambiente porque há menos emissões para o ambiente interno. Mas mesmo com uma placa de última geração, a utilização de um exaustor é indispensável. Por estes motivos, é mais eficiente e resulta numa poupança mensal.
  • São universais. As caçarolas ou os estufados são os teus favoritos? Então as placas de vitrocerâmica são a melhor opção.
  • Podem aquecer tachos grandes, sem perder velocidade. Alguns modelos trazem opções de incandescência rápida com zonas expansíveis para utilização de tachos grandes.

Mas antes de escolher esta opção, vale a pena analisar as principais desvantagens.

Desvantagens da vitrocerâmica

  • Mais custos de eletricidade, todos os meses. A vitrocerâmica não é uma tecnologia tão eficiente do ponto de vista energético, com consequências na fatura ao final do mês e para o ambiente.
  • A limpeza é mais complexa do que com indução. A limpeza é recomendada após cada utilização, após a placa arrefecer por completo. A sujidade acumulada volta a queimar quando ligares de novo a placa. Para uma limpeza eficaz, deves começar por eliminar a sujidade superficial da placa com um pano húmido e, em seguida, a sujidade incrustada com uma espátula. Adiciona um produto específico para limpar vitrocerâmicas e limpa com uma esponja húmida. Por fim, seca a superfície com um pano seco.
  • Mais lenta do que uma placa de indução. Uma placa de vitrocerâmica demora o dobro a aquecer do que uma placa de indução com a mesma potência.

Afinal, qual é a melhor opção para ti?

Lado a lado: placas de indução ou vitrocerâmica?

Se ainda tens dúvidas sobre qual é a melhor opção para ti, aqui fica o comparativo:

Placas de induçãoPlacas de vitrocerâmica
Não aquece toda a superfícieAquece toda superfície
Exige material específico (tachos, frigideiras, panelas e outros)Liberdade na escolha da loiça para cozinha
Confeção da comida até 2x mais rápidaAquecimento mais lento uma vez que o calor dispersa pelo material utilizado e pela superfície
Segurança para criançasPode haver risco de queimadura enquanto a placa está ligada e algum tempo depois de ter sido desligada
A comida não pega à superfícieO que cair sobre a placa exige limpeza cuidada
Fácil limpezaExige limpeza e manutenção periódica com produtos específicos
Maior eficiênciaÉ mais eficiente que um fogão a gás, mas não tanto quanto uma placa de indução
Custa quase o dobro de uma placa vitrocerâmica de potência equivalenteCusta cerca de metade do preço de uma placa de indução equivalente

No OLX encontras dezenas de opções tanto de placas de indução como de vitrocerâmica a partir de 20€. Mas também tens à tua espera serviços de instalação para uma montagem segura da placa.

A instalação desadequada da placa de indução ou vitrocerâmica pode trazer consequências graves, pelo que deves procurar técnicos especializados para o efeito. Faz a tua opção e diverte-te na cozinha.


Próximas leituras:

Samsung Galaxy S22: tudo o que precisas de saber
O Samsung Galaxy S22 é mais poderoso, elegante e versátil, com especial …
8 melhores microondas para cozinhas pequenas
Estes pequenos eletrodomésticos são um excelente aliado na cozinha e têm evoluído …

5 comentários a “Indução ou vitrocerâmica: qual é a melhor opção?”

  1. Paul diz:

    Bom artigo no acto de comprar uma placa quando se tem dúvidas a escolher

  2. Matosinhos on line diz:

    MATOSINHOS
    GLOBAL MARKET
    Para aderir vá a :
    facebook.com/groups/2712558949026000/?ref=share.
    Grupo de compra e venda de produtos emprego e publicações de âmbito geral!
    Caros membros e amigos ,(SE AINDA NÃO É MEMBRO DO GRUPO CLICK NO LINK EM CIMA E ADIRA) esta postagem está a ser feita com intuito de tornar o grupo visível a mais pessoas!
    Peço a todos os amigos e membros do grupo para partilharem esta publicação!
    Obrigado pela amizade!
    Saudações cordiais!
    Domingos Teixeira Rodrigues
    Administrador do grupo

  3. Diogo diz:

    Bom artigo! Uma das coisas que era interessante de promover aqui são serviços de instalação. Ando para colocar placa e não há nenhum retalhista que faça o corte necessário na bancada e muito difícil de encontrar alguém que o faça… e envolvendo um equipamento velho a gás é meio sensível de ser um DIY job…

  4. Hugo diz:

    Só faltou algumas informações importantes. Vamos lá então: consumos , sim porque eletricidade paga-se. As placas de indução são mais econômicas que as vidrocerâmicas. Depois a instalação elétrica, deve ser alimentado por cabos de 4mm com um disjuntor de 25A só para essa ligação, ou no caso de ligar também o forno elétrico deve ser de 6mm e com um diferencial de 32A, e assim podem usar os dois em simultâneo e em segurança.

  5. Laura diz:

    Bom artigo,comprei um à dias ,mas com muitas dúvidas qual será a melhor escolha, obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *