Os monitores curvos são uma das grandes apostas dos fabricantes nos últimos anos. Com a chegada da pandemia, passaram a estar ainda mais em destaque. Quem procura uma solução para jogar, ver filmes ou séries, ou de homeoffice pode sentir-se tentado. 

Mas os monitores curvos valem mesmo a pena? Confere os pros e contras e descobre se são para ti.

Encontra o monitor certo para ti no OLX

Pros e contras dos monitores curvos

Pro: Os monitores curvos reduzem a fadiga visual

Existem evidências científicas e médicas a favor dos monitores curvos. Os últimos estudos realizados mostram que os modelos com curvatura cansam menos os olhos do que os ecrãs planos.

O estudo atribui os resultados ao maior ângulo de visão criado pela curvatura do ecrã, o que o torna mais próximo da forma como funciona o olho humano.

Este tipo de monitor ajuda a reduzir a distorção, pois a luz emitida pela lateral do ecrã é direcionada para os teus olhos. Num ecrã plano, os cantos do monitor emitem luz para os lados da tua cabeça o que faz com que a imagem pareça mais distorcida – o que gera cansaço visual.

O efeito de curvatura também faz com que consigamos ver mais informação ao mesmo tempo sem ter de estar sempre mover o olhar ou a refocar no ecrã. Este movimento, também conhecido como pesquisa visual, acontece sempre que mudamos o ponto focal no ecrã. Se o fizermos muito, a fadiga instala-se mais depressa.

Guia para tornar o home office mais ergonómico

Contra: Os monitores curvos ocupam mais espaço

Para sentir a diferença entre monitores curvos e planos, é recomendável um ecrã com pelo menos 30 polegadas. Com menos do que isso, é difícil ver as diferenças.

Este tamanho pode ser excessivo para ter numa secretária, por exemplo. Os ecrãs mais comuns têm entre 23 e 27 polegadas.

O facto do monitor ser curvo também faz com que ocupe mais área na secretária face ao mesmo modelo plano.

Pro: Os monitores curvos oferecem uma experiência mais imersiva

Os monitores curvos foram projetados para oferecer uma experiência de utilização mais imersiva. O que quer isto dizer? Um ecrã curvo transmite a sensação de que se está no centro da ação, com uma visão mais realista do que está à nossa volta.

A curvatura do monitor é medida usando o ‘R’. Quanto menor o ‘R’, maior a curva. Por exemplo, um monitor curvo classificado em 1800R terá uma curvatura maior do que um classificado 4000R. Existem quatro medidas de curvatura comuns: 1500R, 1800R, 3000R e 4000R.

Ao contrário dos ecrãs planos, em que a informação é apresentada em 2D, os monitores curvos oferecem uma experiência mais próxima à de olhar através de uma janela – ou seja, mais próxima da realidade da visão humana.

Contra: Os monitores curvos são mais caros

Os monitores curvos tendem a ser consideravelmente mais caros do que o mesmo modelo, com as mesmas características, mas plano.

Em alguns casos, o preço pode passar para o dobro em modelos comparáveis – com o mesmo tamanho, resolução, contraste, brilho e conexões. Para escolher um ecrã é necessário ter em conta todas estas características.

Guia para escolher o melhor monitor gaming

Pro: Os monitores curvos refletem menos a luz

Devido à forma como se dobram, os monitores curvos tendem a ter menos brilho e minimizar os reflexos. Um ecrã plano pode refletir a luz que entra por uma janela ou de uma lâmpada – algo que é menos provável com um ecrã curvo.

É sempre possível posicionar um monitor plano de forma a evitar reflexos. No entanto, é difícil conseguir a posição ideal todo o dia, à medida que o sol se move, e à noite, em que deves considerar também a posição da luz artificial.

Veredito: Os monitores curvos valem a pena?

Os monitores curvos valem a pena para quem:

  • Passa muitas horas em frente ao ecrã, em trabalho ou lazer;
  • Está em constante multitasking com várias janelas abertas ou com dois ecrãs, um ao lado do outro;
  • Procura uma experiência de gaming ou visualização de filmes mais imersiva.

Mudar de monitor pode ser um primeiro passo para cuidares da saúde dos teus olhos, mas será suficiente?

Cuida da tua visão: segue estes conselhos e está atento aos sinais

Se passas várias horas seguidas em frente ao ecrã, está atento a estes sinais de fadiga visual:

  • Olhos doridos ou irritados;
  • Dificuldade em focar;
  • Olhos secos ou lacrimejantes;
  • Visão turva ou dupla;
  • Maior sensibilidade à luz;
  • Dor no pescoço, ombros ou costas;
  • Dor de cabeça ao final do dia.

Se sentes algum destes sintomas de forma recorrente, ao longo de vários dias, segue estas recomendações:

  • Ajusta o brilho do teu ecrã. A fadiga visual pode ser gerada por excesso de brilho no ecrã. 
  • Revê a iluminação no teu local de trabalho. A luz solar frontal pode ser outra causa de desconforto visual, bem como a iluminação artificial forte. 
  • Reflexos. Os reflexos da luz solar no teu ângulo de visão podem contribuir para que chegues ao final do dia com a visão cansada.
  • Olha para um objeto distante. Outra causa de cansaço visual é a chamada “fadiga de foco”, que ocorre pelo esforço em estar constantemente a focar no que aparece no ecrã. Faz pausas regulares e curtas (de 30 segundos a cada meia hora, por exemplo) para olhar para um objeto distante, a pelo menos 6 metros. Olhar para longe relaxa os músculos dentro dos olhos e reduz a fadiga.
  • Faz pausas dos ecrãs. Outra das formas mais eficazes para reduzir o cansaço é fazer pausas de 10 minutos a cada hora, para evitar longas maratonas em frente ao ecrã. Levanta-te, alonga os músculos, ativa o corpo e, acima de tudo, não olhes para ecrãs durante este tempo – nem para o do telemóvel.
  • Ajusta as definições de leitura. Se tiveres de ler documentos, folhas de cálculo ou apresentações, ou até escrever emails, ajusta o tamanho de letra e o zoom para essa tarefa, para evitares esforços desnecessários.

Fica atento a estes sinais e cuida da saúde dos teus olhos. Não esperes para agir e colocar em prática estas recomendações.

No OLX encontras os melhores monitores curvos a preços de fazer dobrar a resistência dos mais poupados. Encontra-os aqui.


Próximas leituras:

Os melhores processadores de 2021
Tudo o que precisas de saber para escolher processadores está neste guia. …
Tudo sobre o Realme GT 5G
Descobre tudo o que precisas de saber antes de comprares o teu …

Um comentário a “Os monitores curvos valem a pena?”

  1. Maria do Céu Fernandes diz:

    Mais um Artigo interessante, pertinente, e didático!
    Obrigada mais uma vez pela ideia que tiveram de nos presentear com estes “mimos” de informação.
    Cumprimentos e Boa Saúde para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *