Sabias que mais de metade dos resíduos que produzimos, todos os dias, podem ser reciclados? É verdade! Ao reciclar tens a oportunidade de contribuir para a sustentabilidade do nosso planeta. Contudo, exige alguma organização e força de vontade. Um sistema de reciclagem em casa ajuda muito na tarefa. Ainda não tens um? O OLX descomplica-te a vida! 

Se ainda não reciclas, apresentamos-te vários motivos para começar já hoje e explicamos-te como criar o teu próprio ecoponto em casa. Acredita, é mais fácil do que imaginas!

Sabes como ser mais sustentável? Conhece os 5 R’s!

As vantagens da reciclagem em casa

Poupar energia e reduzir a pegada de carbono

O consumo de energia e recursos naturais associado à produção de materiais reciclados é inferior ao da produção de produtos novos. Ao reciclares estás a contribuir para uma gestão energética mais eficiente do planeta.

Ao contrário do tratamento de resíduos finais, que representa uma grande fonte de emissão de gases com efeito de estufa, o processo de reciclagem apresenta uma redução nas emissões de CO2. Isto quer dizer que ao reciclares e comprares produtos reciclados estás não só a poupar energia ao planeta, como também a reduzir a pegada de carbono humana.

Diminuir a produção de resíduos

A reciclagem permite diminuir a quantidade de lixo enviado para os aterros sanitários, onde muitas embalagens e objetos que podiam ser reciclados e reaproveitados demoram anos a decompor. 

Ao reduzires o lixo enviado para esses aterros, prolongas o seu tempo de vida. Lembra-te:

reciclar > menos lixo > planeta + limpo > planeta + saudável

Poupar recursos naturais

O último – mas não menos importante – motivo pelo qual deves começar já a reciclar é porque ao fazê-lo estás a poupar recursos naturais à Terra. Aqui tens alguns exemplos:

  • Reciclar papel evita o abate desnecessário de árvores;
  • Reciclar plástico diminui o consumo de petróleo;
  • Reciclar vidro conserva os leitos dos rios (fonte das areias necessárias para o produzir);
  • Reciclar metal preserva os minerais do planeta.

É oficial! Já esgotámos os recursos naturais da Terra para 2020

Constrói o teu próprio ecoponto e começa a reciclagem em casa

De forma a criares o teu próprio sistema de reciclagem em casa, segue estes 4 passos: 

1. Espaço

Começa por escolher o local onde vais colocar os recipientes. É na cozinha que se produzem mais resíduos, mas se não tiveres espaço nessa divisão, podes optar pela varanda ou pela despensa.

2. Tipo de ecoponto

Em função da quantidade de lixo que produzes e do espaço que tens disponível para o teu ecoponto, escolhe o tipo que mais funcional para ti. Podes optar por:

  • Horizontal ou vertical;
  • Com ou sem tampa;
  • Pequeno, médio ou grande;
  • Com 3, 4 ou mais recipientes. O destino das pilhas e dos medicamentos é outro. Podes arranjar uns recipientes mais pequenos para este tipo de lixo.

Atualmente, já encontras à venda modelos para todos os gostos e carteiras. Se não queres gastar muito dinheiro, mas também não te queres dar ao trabalho de fazer um, procura no sítio do costume. O OLX dispõe de várias soluções a um preço em conta.

Se nenhum dos que estão à venda te enche as medidas, podes sempre construir o teu próprio ecoponto doméstico.

3. Materiais a usar

Escolhe os três recipientes onde vais colocar o lixo. Dá preferência aos que forem feitos de plástico ou metal. São, sem dúvida, as soluções mais higiénicas. 

Podem ser:

  • Baldes de plástico ou metal;
  • Caixas de plástico (caixas/baús de arrumações), madeira, cartão ou metal;
  • Sacos das compras (plástico grosso).

Se optares pelo cartão ou pela madeira, tem o cuidado de forrar o interior com plástico. Assim evitas que possíveis derrames danifiquem o teu ecoponto. Podes optar por forrar com plástico autocolante de rolo (daqueles com que se forram as gavetas e as prateleiras) ou com um saco do lixo resistente. Neste último caso, convém que agrafes as extremidades do saco ao recipiente.

Se não tens o que precisas em casa, não percas tempo.

O OLX tem as caixas ideais!

4. Montagem e personalização

Depois de encontrados os recipientes personaliza-os. Identifica-os com a cor dos ecopontos – azul, verde e amarelo.

Podes optar por:

  • Pintar com spray ou pincel;
  • Colocar adereços (fitas, recortes de revistas, autocolantes, cartolinas, tecidos ou outros materiais que tenhas em casa e já não utilizas);
  • Forrar com plástico, mangas ou sacos de plástico com as cores do ecoponto.

Dá largas à tua imaginação!

Sugestão: expõe as regras de utilização junto ao teu ecoponto. Podes escrevê-las à mão numa folha ou imprimi-las. Será particularmente útil se tiveres crianças em casa. As instruções de reciclagem estão disponíveis no site da Sociedade Ponto Verde.

Voilà! O teu ecoponto está prontinho a ser utilizado. Agora é só começares a reciclar. Não sabes como? Então continua connosco!

Como fazer a reciclagem em casa?

Com um sistema de reciclagem em casa, passa a ser apenas uma questão de tempo e hábito até entrares na onda. Cada vez que colocares alguma coisa no lixo, questiona-te se esse objeto pode ou não ser reciclado e procura o símbolo da reciclagem na própria embalagem. Tal como referimos acima, podes sempre afixar as regras, para consulta em caso de dúvida.

Para além de separares os materiais pelos ecopontos adequados, não te esqueças de três coisas:

  •  Espalmar ao máximo para que ocupem menos espaço;
  • Separar tampas e rolhas são feitas de outro material;
  • Separar medicamentos, pilhas e peças eletrónicas, uma vez que o seu destino é outro.

Reciclar, reciclar, reciclar

Na hora de ires ao ecoponto de rua, certifica-te de que este não esteja cheio. É proibido deixar reciclagem fora do ecoponto. Não te esqueças, também, de depositar os sacos de papel ou de plástico em que transportaste a tua reciclagem doméstica.

Se procurares, encontras um ecoponto perto de ti. São, habitualmente, compostos por três ou quatro contentores.

  • Amarelo: Também conhecido como “embalão”, recolhe material de plástico e de metal; 
  • Azul: O famoso “papelão” está exclusivamente reservado ao papel, cartão, jornais e revistas; 
  • Verde: O “vidrão” é o contentor onde se deposita o vidro que pode ser reciclado; 
  • Vermelho: Um pequeno contentor reservado à reciclagem de pilhas.

Nas grandes superfícies comerciais, existe ainda outro ponto de reciclagem – o “rolhão” – que está reservado à reciclagem das rolhas de cortiça.

Tal como referimos no início, todo o processo de reciclagem exige tempo e organização doméstica. Pelo menos até entrares no esquema. Contudo, um sistema de separação de lixo em casa ajuda muito na tarefa. Agora que já te demos as dicas todas, não percas tempo.

Lembra-te, ao reciclares estás a contribuir para um planeta mais limpo e mais saudável. Começa já hoje! Vais sentir-te bem e a Terra agradece.


Próximas leituras:

Como reutilizar garrafas de plástico
Sabias que podes proteger o ambiente e, ao mesmo tempo, desenvolver a …
Como fazer velas perfumadas em casa: as receitas mais populares
Faz as tuas próprias velas perfumadas, com ingredientes fáceis de comprar e …

2 comentários a “Reciclagem em casa: faz os teus próprios ecopontos”

  1. Catarina diz:

    E o ecoponto de recolha de óleo? As lojas Prio disponibilizam garrafas e tem pontos de recolha. Também os há normalmente dentro do estacionamento de alguns supermercados. Não despejar o óleo do atum ou das batatas pela pia e por nesses pontos de recolha dentro de garrafas ajuda a não gastar tanto pra limpar a água. E há autocarros que andam a óleo reciclado. Precisam divulgar mais.

  2. Carlos Castaño diz:

    Em casa não se recicla, seleciona-se para posteriormente serem reciclados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *