Se estás a pensar em comprar um novo computador, ou se procuras formas de atualizar a tua máquina, vais encontrar muitas referências a SSD vs HDD.

Mas o que significam exatamente estas siglas? E qual é a melhor opção para a utilização que dás ao computador?

SSD vs HDD: o que significam e como funcionam?

Antes de passarmos às vantagens e desvantagens de cada opção, vamos descodificar o que significa SSD, os discos mais recentes e HDD, a solução mais tradicional.

HDD – Hard Disk Drive

HDD significa Hard Disk Drive, e é o dispositivo de armazenamento de dados mais antigo, com origem nos anos 80/90.

Este tipo de discos rígidos funciona através de um “braço” que lê e grava dados num disco ou prato físico. O funcionamento é semelhante ao de um leitor de vinil, em que uma agulha na extremidade de um braço se move pela superfície do disco para aceder a diferentes dados.

Tal como num leitor de vinil, a velocidade mede-se em rotações por minuto ou RPM. De 5.400 rotações por minuto, os HDD evoluíram para 7.200 RPM (o standard atual), até às 10.000 RPM, a velocidade dos modelos mais modernos.

Outra das características que muitos fabricantes destacam no que toca aos discos HDD é o tamanho da drive, medido em polegadas. Tipicamente, os computadores portáteis vêm equipados com um modelo de 2.5 polegadas e os PC de mesa com 3.5 polegadas. Esta medida diz respeito ao diâmetro do disco, mas não afeta o seu desempenho ou capacidade de armazenamento.

Nos últimos anos, a necessidade de um armazenamento melhor, mais rápido, mais confiável e flexível deu origem a diferentes interfaces: IDE, SCSI, ATA, SATA ou PCIe. É normal que encontres estas siglas à na descrição do disco porque representam o método de ligação ao computador. São importantes para determinar a velocidade de acesso à informação no disco, sendo as PCIe as mais recentes e mais rápidas

SSD – Solid State Drive

SSD significa Solid State Drive e o nome deve-se à ausência de peças móveis.

Num disco SSD, todos os dados são armazenados em circuitos integrados. Esta diferença em relação aos HDDs tem implicações ao nível do tamanho e desempenho do disco.

Sem a necessidade de um disco giratório, os SSDs podem ter o formato e o tamanho de apenas alguns milímetros – alguns não ultrapassam a dimensão de uma moeda.

Uma das principais vantagens dos discos SSD é uma velocidade de acesso aos dados mais elevada, já que, ao contrário dos HDD, não é necessário esperar pela rotação física do disco. Como resultado, o acesso aos dados é conseguido até 5 vezes mais depressa do que nos HDD tradicionais. Esta vantagem tem um preço, sendo o custo por GB superior nos SDD.

A capacidade, ou seja, a quantidade de dados que pode armazenar é modular, o que significa que pode crescer com as necessidades de cada computador. Ainda assim, tipicamente os discos SSD têm uma capacidade inferior aos HDD.

Comprar portátil: o guia definitivo

Quem ganha no duelo SDD ou HDD?

Preço

A primeira grande diferença está no preço. Os SSD são mais caros do que os HDD por GB de espaço disponível, mas a diferença está a diminuir à medida que a tecnologia se torna mais generalizada.

Se o teu objetivo é apenas ter o máximo de capacidade com o mínimo de custo, os HDDs são a melhor opção. No entanto, os SSD oferecem, por um preço, maiores velocidades e segurança nos dados.

No entanto, é importante notar que existem diferença entre as opções SSDs, dependendo da interface utilizada para ligar ao PC. Os SSDs SATA III, mais antigos, são mais baratos do que SSDs M2 e PCIe, mais recentes. Como a tecnologia já existe há algum tempo, alguns SSDs SATA III não são muito mais caros do que um disco rígido tradicional, HDD.

No OLX, encontras dezenas de opções de discos HDD prontos a instalar. Por exemplo, discos com 1TB a 35€ de marcas como Hitachi ou Seagate. Um disco SSD com a mesma capacidade, marca Samsung ou Toshiba, por exemplo, fica por 125€.

Capacidade de armazenamento

Em termos de capacidade de armazenamento, os HDD saem vencedores. No OLX encontras várias opções HDD com 1TB, 2TB ou até superior, a preços bem abaixo de 100€, algo que com os SSD ainda não é possível. Para o mesmo preço, a capacidade de um HDD é superior aos SSD.  Por isso, os HDD são bons para armazenar arquivos grandes, como fotos, vídeos e jogos.

Se optares por um HDD, o melhor seria teres vários discos rígidos mais pequenos em vez de um único de grande capacidade. Isso porque se essa unidade única falhar podes mesmo perder todos os dados, se não tiveres redundâncias instaladas.

Em alternativa, podes optar por uma solução híbrida. Podes comprar um SSD, de 160 GB ou 256 GB por cerca de 50€ no OLX, para armazenar o sistema operativo e outros programas essenciais como forma de aproveitar a velocidade mais elevada do SSD. E, adicionalmentedeves ter um HDD de 500GB a 1TB, disponível no OLX por cerca de 35€, para armazenar outros documentos mais pesados onde a velocidade não é tão importante.

Velocidade

A velocidade é onde os SSD se destacam, podendo atingir registos cerca de 5 vezes acima do que um modelo HDD equiparável.

Como os HDD recorrem a movimentos mecânicos, a velocidade depende das RPM (rotações por minuto) do disco. Quanto mais RPM, mais depressa tens acesso aos dados. Tipicamente, os modelos variam entre as 5.400 RPM até às 10.000 RPM.

As rotações por minuto determinam a velocidade de acesso aos dados, medida em Megabytes por segundo (MB/s) tanto para leitura – a velocidade com que a unidade pode ler dados – como para gravação – a velocidade com que os dados podem ser gravados na unidade. Regra geral, um HDD a 5.400 RPM terá velocidades em torno de 100 MB / s, enquanto um 7.200 RPM terá 150 MB/s.

Uma unidade SSD, com a mesma interface do que um HDD e capacidade de armazenamento, pode atingir velocidades cerca de 5 vezes superiores, de cerca de 600 MB/s.

SSD vs HDD, qual é o futuro?

Aparentemente, o futuro a médio prazo passará pelos SSD. O preço tende a descer, e a velocidade, capacidade e segurança superiores já começam a convencer utilizadores e especialistas.

No entanto, algumas estimativas apontam para que os discos rígidos tradicionais se mantenham dominantes pelo menos nos próximos 15 a 20 anos. Porquê? Porque a nossa necessidade de espaço cresce mais depressa do que as evoluções tecnológicas dos SSD.

As projeções apontam para que a nova geração de HDD chegue ao mercado na próxima década com capacidade para armazenar mais dados do que nunca – 100 TB ou mais. E, para já, não se prevê que os SSD pratiquem preços competitivos tão cedo para tão grande volume de dados.

No OLX encontras modelos de HDD e SSD aos melhores preços, com diferentes capacidades e interfaces de ligação.


Próximas leituras:

Xiaomi CIVI: tudo sobre o smartphone da Xiaomi
Este guia completo tem tudo o que precisas de saber sobre o …
Rápido, barato, robusto: tudo sobre o Xiaomi Mi 11T Pro
O Xiaomi Mi 11T Pro é um dos mais poderosos smartphones, equipado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *