Conheces todos os ecopontos e o que colocar ou não em cada um deles? Por vezes temos coisas nas mãos, cuja reciclagem nos parece óbvia, mas pode acontecer não estarmos a fazer o tratamento de resíduos corretamente.

Antes de mais, vamos esclarecer o que entra em cada ecoponto:

Ecoponto Amarelo – Plástico e metal

  • Garrafões;
  • Copos de iogurte;
  • Garrafas de óleo alimentar e sumos;
  • Embalagens de manteiga, ketchup, batatas fritas e outros aperitivos;
  • Sacos de plástico, caixas e vasos de plástico;
  • Frascos de champô e embalagens de detergente;
  • Cabides de plástico;
  • Esferovite.

Ecoponto Verde – Vidro

  • Garrafas de bebidas;
  • Garrafas de azeite.

Ecoponto Azul – Papel e Cartão

  • Caixas de cereais e bolachas;
  • Caixas de ovos e caixas de pizza sem gordura;
  • Sacos de papel.

Depois de revista a matéria base, vamos mostrar-te alguns materiais que podem não ser tão percetíveis quanto à forma correta de fazer o tratamento de resíduos.

Tratamento de resíduos “especiais”

Escovas dos dentes

Não se tratando de embalagens, não devem ser colocadas no ecoponto amarelo. O local certo para o tratamento deste tipo de resíduos é no lixo indiferenciado.

A EcoEscovinha é um projeto de responsabilidade social que promove a reciclagem das escovas de dentes, sendo recolhidas em mais de 170 escolas, que já são embaixadoras da EcoEscovinha.

Beatas de cigarro

Em Portugal, são consumidos cerca de 1 bilhão de cigarros por mês. Acreditas? As beatas contêm muitos contaminantes que poluem águas e solos. O mau direcionamento destas é uma grave fonte de poluição.
Um dos locais onde continua a ser problemática a quantidade de beatas deixadas para trás é a praia, pelo que, se és fumador, podes fazer a tua parte e adquiri um cinzeiro portátil para estas ocasiões.

Cartões bancários

Algumas entidades bancárias, tal como a Caixa Geral de Depósitos, realizam um circuito para reciclagem de cartões caducados ou inutilizados. O processo contra com a parceria Extruplás, para incorporação deste resíduo na produção de peças de vestuário 100% reciclado.

Podes também inserir os teus cartões caducados em qualquer agência para serem reciclados. Numa caixa de multibanco são recolhidos todos os cartões que estão inutilizados.

Equipamentos elétricos e eletrónicos

Os equipamentos como telemóveis e acessórios podem ser entreguem em algumas lojas, como a Vodafone ou Worten, que são posteriormente encaminhados para a reciclagem.

Para pequenos equipamentos elétricos e eletrónicos existe o Electrão – Associação de Gerenciamento de Resíduos, um ERP – Plataforma Europeia de Reciclagem e, o WEECYCLE. Estas entidades são gestoras de equipamentos elétricos e eletrónicos.

Depois de coletados, o tratamento de resíduos é encaminhado para as unidades de reciclagem respetivas, passando pela extração dos componentes perigosos e pelos materiais que ainda podem ser reutilizados noutros equipamentos.

Os grandes eletrodomésticos, como máquinas de lavar roupa ou louça, seguem o mesmo procedimento que os pequenos. A diferença está que, neste caso, os equipamentos também podem ser entregues nas lojas, aquando a aquisição de um de substituição.

Radiografias

Quem não tem em casa pelo menos uma radiografia? A reciclagem das radiografias permite evitar a sua deposição no solo, minimizando a contaminação do ambiente. Através da prata que as radiografias contêm dá-se a contaminação do ambiente.

A AMI promove campanhas de coleta de radiografias nas farmácias portuguesas esporadicamente. Em alternativa, é possível entregar na sede ou em qualquer delegação da AMI.

Lâmpadas

As lâmpadas fluorescentes, quando colocadas no lixo, podem partir-se e libertar substâncias perigosas para o ambiente e para a saúde pública, tal como o mercúrio.

Quase todas as lâmpadas podem ser recicladas, uma vez que são compostas por vidro, quase na sua totalidade. Posto isto, o tratamento de resíduos deste tipo merece mais atenção.

Cabe à responsável pelo Electrão, a Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos gerir o circuito de recolha e encaminhamento para reciclagem de lâmpadas usadas. Por todo o país existem locais de recolha exclusivo para lâmpadas.

Roupa

Quando não há forma de reutilizar alguma roupa, não tem outra finalidade ou não tens alguém que conheças ou alguém que conheça alguém que precise de roupa ou sapatos, acabas por não saber o que fazer com eles. Verdade?

Não existindo alguém ou alguma entidade a quem doar a tua roupa usada, ou caso esta esteja bastante deteriorada para ser oferecida, deves encaminhá-la para os contentores de roupa que estão espalhados por todo o país.

Vários cenários esperam a roupa depositada nesses contentores, que pode passar pela solidariedade, reciclagem ou exportação para África, variando consoante o tipo de contentor em que escolhas deixar a roupa ou do tipo de convénio que exista com a autarquia local.

Dicas para um melhor tratamento de resíduos e reciclagem:

  • Esvaziar bem as embalagens para evitar que contaminem o material já depositado;
  • Espalmar as embalagens sempre que possível. Para além de ocuparem menos espaço em casa e diminuírem o número de deslocações ao ecoponto, também reduz o volume que vão ocupar no contentor, diminuindo os custos e a poluição provocada pelo transporte e armazenamento desses materiais;
  • Colocar os objetos no ecoponto um a um, e não em sacos fechados. Vais facilitar a separação na Estação de Triagem;
  • Podes ainda passar por água algumas embalagens para evitar maus cheiros.

A reciclagem pode começar ainda dentro de tua casa. Visita o OLX e encontra os baldes com separador por ecoponto, conforme o mais adequado para as tuas necessidades e ao espaço que tens disponível.

Uma pequena mudança de cada um de nós conduz a uma grande mudança no mundo.


Próximas leituras:

5 dicas para acabar com a humidade em casa
O inverno traz consigo o frio e a humidade. Se também sofres …
Dá uma segunda vida às rolhas de cortiças que tens em casa
Pronto para um novo projeto DIY? Mostramos-te 10 formas criativas para reaproveitares …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *