A motherboard é a espinha dorsal do computador, que permite que uma grande variedade de componentes se comunique entre si, desde o processador (CPU), placa gráfica (GPU), memória RAM e disco rígido.

Por este motivo, a motherboard é um componente fundamental do PC que determina em larga medida o seu desempenho, seja em jogos, lazer ou trabalho. Para tirares o máximo partido da tua máquina atual, talvez esteja na altura de fazeres um upgrade. Se for o caso, vê como escolher.

O que deves ter em conta antes de comprares uma motherboard

A escolha de uma motherboard pode parecer uma missão impossível. Entre termos técnicos e siglas incompreensíveis, uma enorme diversidade no mercado e preços exorbitantes, é fácil desanimar. Para simplificar, resumimos os fatores mais importantes para tomares uma decisão acertada.

Objetivo

O objetivo da motherboard vai influenciar a tua pesquisa. Se vais usar o teu PC apenas em contexto de navegação na web, para ouvir músicas, edição de texto e outras tarefas leves, não precisas de uma motherboard de alto desempenho.

Se tens em mente construir um PC para ter uma experiência de jogo incrível, para trabalho gráfico ou simplesmente para estar a fazer várias coisas ao mesmo tempo, a motherboard é uma componente chave. Para além disso, deves procurar investir também no processador e na placa gráfica.

Tamanho

É necessário verificar se o compartimento do teu PC suporta o tamanho da motherboard que pretendes comprar, de forma a ser compatível. Existem quatro tamanhos principais:

  • ATX padrão: Este é o tamanho mais comum de motherboards. Cabem em qualquer compartimento de torre média ou torre completa e tipicamente oferecem uma gama mais completa de recursos, como slots de expansão (PCIe) ou slots de RAM.
  • MICRO ATX ou mATX: Estas motherboards são ligeiramente mais pequensa que as ATX padrão e ótimas para o caso teres um espaço (ou orçamento) mais apertado. Além de mais pequenas, são também mais baratas do que as ATX. Como desvantagem, trazem menos portas do que as ATX.
  • MINI ITX ou mITC: Estas são as motherboards mais pequenas que vais encontrar à venda e servem apenas para alguns modelos com compartimentos também de formato mITX. Podem ser um pouco mais complicadas de montar e exigem o uso de soluções de refrigeração de baixo perfil, dissipação passiva e sistemas híbridos.
  • ATX Estendido ou Extended-ATX (EATX): São as maiores motherboards que vais encontrar no mercado e as mais raras. Têm a mesma altura das placas ATX, mas são um pouco mais largas. Só cabem em compartimentos grandes que indicam especificamente o suporte para EATX.

Processador

Sabias que um processador Intel não funciona em motherboards desenhadas para AMD? E que uma motherboard pode não funcionar em diferentes gerações de processador da Intel? Por estes motivos, é importante verificar a compatibilidade entre o processador e a motherboard.

MotherboardGigabyte Z390 Aorus XtremeMSI MEG X570 Godlike
ProcessadorIntel Core i9-9900KAMD Ryzen 3900X
SocketLGA 1151AM4

Esta compatibilidade pode ser verificada pela “Socket” (ou encaixe) da motherboard. Se tens um processador intel, procura uma socket LGA. Se o processador for AMD, a Socket terá de começar por “AM”.

Artigo relacionado: Os melhores processadores de 2021

Portas PCIe

PCI Express é a abreviatura de Peripheral Component Interconnect Express. É um tipo de ligação física com outros dispositivos, como placas gráficas, de som ou discos rígidos. Também é conhecido como PCIe ou, ainda, PCI-E.

Existem dois fatores importantes a considerar no que toca às portas PCIe – o número de vias de transmissão de dados e a largura de banda de cada via.

Se uma motherboard utiliza apenas uma via, diz-se que é PCIe x1. Se utiliza quatro vias para transmissões de dados, é PCIe x4. Existem quatro opções de slots PCIe: x1, x4, x8 e x16. Porquê tantas variações? Porque um dispositivo que não precisa lidar com grandes volumes de dados em simultâneo vai funcionar bem com o PCI Express x1, formato mais barato.

Para além do número de vias, deves ter em conta também a largura de banda de cada via, que vai determinar a velocidade de transmissão de informação. Pode ser 2.0, 3.0, 4.0, 5.0 ou 6.0: quanto maior o número, maior a largura a banda e quanto maior a largura de banda, mais dados por segundo serão transmitidos.

O padrão mais comum é o PCIe 3.0, que tem uma velocidade máxima de transmissão de dados numa única direção (só envio ou só receção) de 32 GB/s. O padrão seguinte PCIe 4.0, compatível com os processadores Ryzen e Intel Comet Lake, por exemplo, já atinge 64 GB/s.

A escolha deve corresponder aos teus requisitos, conforme a utilização que vais dar ao teu PC. Se és gamer, procura uma com pelo menos uma PCIe x16 3.0. As motherboards de topo vêm com mais do que um slot PCIe x16, ideal para quem deseja aumentar o desempenho utilizando mais de uma placa de vídeo com as tecnologias Crossfire, da AMD, e SLI, da Nvidia.

Se tiveres uma placa gráfica que suporta Overclocking, deves também verificar se a motherboard é compatível com essa configuração.

Velocidade

A motherboard impõe limites de velocidade à memória RAM – a velocidade máxima que pode processar. Dependendo das aplicações que usas, uma velocidade de 2.133 MHz pode ser suficiente. Mas, para jogos, procura  um modelo com, pelo menos, 3.200 MHz.

RAM

A memória RAM permite que desempenhes várias tarefas em simultâneo, e deve ser compatível com a motherboard. Para tal, basta certificar que a motherboard suporta o tipo de RAM que tens instalada – por exemplo, DDR4. Por outro lado, para tirares o máximo partido da RAM, garante que a motherboard suporta a velocidade da RAM.

SATA

As portas IDE ou ATA / SATA são utilizadas para conectares, entre outros dispositivos, os discos rígidos.

Atualmente, a maioria das motherboards traz quatro a seis portas SATA, além de um IDE para os discos mais antigos. No entanto, se tens por objetivo colocar um SSD, o aconselhável é optar por uma das motherboards com suporte SATA III, com capacidade de transferência até 6GB/s.

Algumas motherboards oferecem ainda os novos conectores M.2 que permitem a instalação de discos rígidos SSD de última geração, bem como placas de som de alta qualidade, e oferecem proteção contra problemas elétricos.

Suporte GPU

A placa gráfica ou GPU é, em termos simples, o componente responsável por exibir imagens num ecrã – e o que te permite jogar as últimas novidades de forma irrepreensível.

Alguns processadores Intel e AMD vêm com a GPU integrada, mas tendem a apresentar uma potência relativamente baixa e são indicadas para tarefas simples. Se procuras uma GPU mais poderosa para jogos ou tarefas mais exigentes, como a edição de vídeo, deves ter uma gráfica dedicada, que vais precisar de ligar à motherboard. A maioria das GPUs conecta-se por slots PCIe x16 e requerem uma largura de banda 3.0 ou superior.

Chipset

É comum ver o termo Chipset utilizado como sinónimo de motherboard, mas não são a mesma coisa. Um chipset é o “distribuidor de jogo” da motherboard, o elemento que controla o fluxo de dados entre os seus componentes. Faz a gestão do fluxo de dados entre a CPU, GPU, RAM, armazenamento e periféricos. É parte eletrónica da motherboard que comunica com todos os restantes elementos e funciona como “cola”.

Em resumo, aqui ficam alguns dos chipsets e restantes compatibilidades:

Intel

ChipsetPCI ExpressPortas SATA Portas M.2 Portas USB 3.1 G1Suporta Overclocking
H3106 PCIe 2.04NoneAté 4Não
B36012 PCIe 3.06Up to 2Até 4Não
H37020 PCIe 3.06Up to 2Até 4Não
Z37024 PCIe 3.06Up to 3Até 4Sim

AMD

ChipsetPCI ExpressPortas SATA Portas M.2 Portas USB 3.1 G1Suporta Overclocking
A3201 PCIe 3.0421Não
B3501 PCIe 3.0422Sim
X4702 PCIe 3.0622Sim
B4506 PCIe 2.0622Sim
B5506 PCIe 3.0622Sim
X57016 PCIe 4.01230Sim

O chipset determina a compatibilidade entre todos estes componentes. Se algum dos processadores ou discos não se comunicar com o chipset, estes elementos não poderão enviar ou receber informações da placa-mãe.

A escolha de CPU limita as opções de chipset compatíveis. Para uma utilização “normal”, em que apenas pretendes instalar uma placa gráfica e mais algumas unidades, o chipset Intel Z590 ou X570 da AMD serão suficientes.

Preços

As motherboards com mais portas USB para periféricos, mais espaço para drives, mais funcionalidades, componentes de alta performance, regulação de energia e melhor arrefecimento, entre outros, vão ter um preço mais alto.

No OLX encontras motherboards de 5€ a 2.400€

Motherboards recomendadas até 100 € no OLX

Asus Rog Strix B450-F

Esta motherboard é recomendada para jogos e para streaming. Com velocidade máxima de 3200 MHz, é compatível com RAM DDR 4, e tem uma socket AM4, compatível com AMD 1ª/2ª/3ª geração Ryzen.

MSI B450 Gaming Plus Max

Com esta motherboard é certo que vais ter tudo o que precisas, mesmo para as tarefas e jogos mais exigentes, com uma experiência de jogo extremamente rápida. Suporta AMD Ryzen de 1ª, 2ª e 3ª geração e memória DDR4 até 4133 MHz.

Gigabyte Z390

Esta motherboard é uma excelente escolha quer pelas suas especificações, quer por suportar CPUs Intel. O armazenamento é o seu ponto forte, oferecendo 1TB de memória. É compatível com a 8ª e 9ª geração Intel Core e tem uma velocidade de memória de 4400 MHz.

Agora que tens formação em motherboards, encontra a tua grande oportunidade no OLX e constrói o teu PC de sonho!


Próximas leituras:

  • Xiaomi Mi Band 6 review
    A Xiaomi Mi Band 6 já está a arrasar o mercado das smartbands. Descobre todas as características e novidades aqui.
  • Tudo sobre o Realme GT 5G
    Descobre tudo o que precisas de saber antes de comprares o teu próximo Android. O Realme GT está a concorrer para ser o novo topo de gama de 2021.
  • Top 5 projetores portáteis abaixo de 100€
    Procuras um projetor portátil para teres uma verdadeira experiência de cinema? Descobre aqui como escolher um modelo até 100€.
  • Top 5 melhores smartphones para ti
    O smartphone ideal depende da utilização e exigências de cada um. Vem descobrir o top 5 dos melhores smartphones para ti!
  • Top 5 computadores portáteis para estudantes
    Os computadores portáteis têm vindo a assumir um papel cada vez mais presente no dia-a-dia dos estudantes. Se ainda não escolheste um portátil para o próximo ano letivo, fica atento às nossas sugestões.
  • Tomadas inteligentes que te facilitam a vida
    As tomadas inteligentes são dos gadgets mais importantes para incluir na automatização da tua casa. Descobre o que são e como as utilizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *